Round and Round in Circles Over Life...

08
Jun 08

 

Era suposto já estar habituada  às curvas e contra-curvas da vida!

Era suposto....

Pois é! A verdade é que nunca se está preparado para fases menos positivas ou adversidades que se atravessem no nosso caminho.

Apesar de agora começar tudo a ficar mais calmo novamente, ainda paira cá em casa um sentimento de "não sei bem o que vai acontecer a seguir". O meu pai já faz 3 semanas que foi operado, o médico já lhe deu autorização para começar a retomar a rotina diária, já pode começar lentamente a sair, já pode conduzir, desde que não abuse e fazer uma alimentação normal e cuidada....mas nada de abusos! Ainda não sabemos muito bem o que vai acontecer a seguir, daqui a dois meses vai fazer um exame "xpto" e terá que continuar a aguardar que saiam os resultados da biopsia, que irá ditar o vereticto final e se há necessidade ou não de iniciar mais tratamentos.

Enquanto isso vivemos um dia de cada vez....

Outro facto que também não tem ajudado é o novo emprego. Não é nada do outro mundo, é difrente apesar de ser também um call centre, mas a pressão é maior, a exigência é maior, o salario é bem maior e a responsabilidade também. Se calhar sou só eu a acusar cansaço ou falta de férias, não sei, mas o que é certo é que tenho notado diferenças na minha forma de estar. 

A verdade é que se não tivesse acontecido isto com o meu pai não teria mudado de emprego tão radicalmente, teria esperado por uma coisa diferente, numa outra àrea...mas não a oportunidade que apareceu dava me a hipotese de monetariamente apoiar a minha familia numa fase tão exigente como esta, em que os cuidados de saúde obrigavam a ter que recorrer ao privado....

Infelizmente (e penso que todos o devem sentir) a crise generalizada no pais e as reformas que os meus pais ganham acabam por não chegar para tudo...vão dando! Nestas alturas acabamos por nos apoiar em tudo e a parte económica também faz parte.

O meu pai tem um grande defeito....não gosta de dar o braço a torcer e baixar o orgulho. Ele toma sempre tudo nos ombro e ele é que sabe! O que vale é que eu acabo por contornar a coisa e dar a volta ao texto.

A minha mãe que já não tem grande saúde e força emocional, tem dias melhores e outros piores o que não ajuda nada nesta situação e faz me sentir obrigada a estar mais presente. 

Com tudo isto sinto me cada vez mais fechada no meu mundo. Liguei o piloto automático e dedico-me aquilo que realmente importa, acabando por deixar muitas coisas para outras ocasiões ou para segundo plano. 

Nestas alturas a vida torna-se num lugar estranho cheio de incertezas. Nestas alturas se revelam as pessoas que realmente estão presentes nas nossas vidas, nestas alturas se revelam os verdadeiros e fieis amigos, aqueles que nos amam, que se preocupam...

E pensar que antes disto tudo acontecer já tinha viagem marcada para ir para os Açores, hoje estaria a preparar as malas para amanhã embarcar cedinho e só regressar na quinta feira....pensar que já tinha posto um dinheirinho de lado e tinha pedido o dia 5/6 (na antiga empresa) para  ir abanar o capacete  no Rock In Rio, pensar que tinha tudo preparado para  ir a Londres em Novembro, perder a cabeça e realizar o sonho de dar entrada para a maquina fotografica digital profissional....  

Ai suspiro....

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 14:41
sinto-me: Nostalgica e preocupada.

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO