Round and Round in Circles Over Life...

16
Fev 06

fairyindespair[1].gif


Desespero...


Não consigo esconder mais, partiu-se a máscara do "está tudo bem"...não! Não está tudo bem! Tem sido uma tortura estes dois meses, tem sido um vazio enorme, uma frustração.

Páro e tento escutar o meu coração...houve dias em que conseguia ouvi-lo, houve dias em que apesar da tristeza eu ainda o consegui escutar...sentir! Agora é um vazio...

Sinto-me sufocar...

Queria muito poder pegar no telefone e mandar-lhe uma sms só para dizer que penso nele, só para dizer que estou aqui...mas já lá vão dois meses a distância aumenta, o silêncio corta e a frieza da indiferença parece impedir que a vida continue.

Se fosse há pouco tempo atrás, já teria enviado a sms, teria seguido a minha impulsividade, teria esquecido tudo e teria enviado algumas palavras carinhosas...sem nada esperar em troca! Hoje algo me impede...

Sinto-me sufocar...com as palavras dele que recordo e que me enchem os olhos de àgua. Passei o dia de coração apertado, não consigo sorrir...

Como estará ele? Será que ainda faço parte dos seus dias?

Sinto-me tão vazia...

Insignificante...

Depois tudo na minha vida parece estar de cabeça para baixo! A merda do país em que vivo, a dificuldade de arranjar emprego, o ter que arranjar emprego, a expectativa dos outros, a frustração de não se poder trabalhar no que se gosta...

O tempo passa, os dias passam e eu vejo me envelhecer...trancada em casa com dois pais que cada vez estão mais velhos, que me começam a preocupar-me, o sentir-me isolada...o ùltimo dos moicanos, aquela que ainda não conseguiu dar o salto e tornar-se independente...

Estou tão cansada desta guerra...tão cansada desta luta, de carregar as armas, de ser críticada, de não desistir, de ter esperança...tou cansada de estar assim

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 22:14

9 comentários:
Ai minha querida porquê? até fiquei de lágrima no olho! Nem sei que te dizer...sei que tens toda a razão e sei o que tenho a fazer, só as vezes não sei lidar com isto! Mas há de passar...beijos para ti e um xi-coração do tamanho do mundo, obrigada pelas tuas palavras!
Uma boa semana ;)Paty
(http://patyplanetaazul.blogs.sapo.pt)
(mailto:patigrodriguez@sapo.pt)
Anónimo a 19 de Fevereiro de 2006 às 23:06

Querida amiga,
entendo-te perfeitamente e por entender tão bem vou dar-te o meu conselho mais sincero:
em primeiro lugar, deves separar "as águas", ou seja, arruma os assuntos por categoria: a gaveta das emoções e a gaveta da razão! Na gaveta das emoções deves "enterrar" todos aqueles que não merecem o teu sofrimento. Se existe algo que te diz que não deves enviar a tal sms, isso significa que é o teu 6º sentido a funcionar! já passei por isso, deixei-me levar pelo meu 6º sentido (diga-se que eu sou a mulher mais impulsiva à face da terra!) e o tempo (dois meses apenas) veio dar-me razão! Descobri que ele já vive com outra!!!! queres pior???? Mas hoje sinto-me feliz por não lhe ter dado essa importância das mensagens de amor quando ele afinal já estava bem noutra! Sinto-me feliz por não me ter humilhado, sinto-me forte e orgulhosa pois sei bem os comentários dele em relação à ex!!!
Amiga, segue o teu caminho sem olhares para trás. Eu sei que é difícil mas não é impossível! Abre o teu coração, deixa que os outros se aproximem de ti e que apreciem a tua maneira de ser. Não te agarres a raivas e vinganças, isso não te leva a lado nenhum, pois enquanto estás a alimentar o teu ódio estás fechado para o mundo e nem te apercebes das pessoas que estão à tua volta e te desejam o melhor!!!
Quanto ao desemprego, infelizmente também sei o que isso é. Estive 4 meses em busca de trabalho e esses 4 meses pareciam-me uma eternidade...
Para ti o melhor seria empenhares-te fortemente nessa busca até mesmo para esqueceres quem não te merece. Nem que tenhas que aceitar algo que não tenha a ver com as tuas habilitações, pelo menos distrais-te e tens ao que te dedicar. Depois de arranjares emprego verás como a vida te começará a sorrir!
Força amiga, não desistas!
E quando precisares já sabes que tens em mim um ombro para chorares!
Beijinho e boa semana!!!Porquê
</a>
(mailto:porquecumplicidades@hotmail.com)
Anónimo a 19 de Fevereiro de 2006 às 22:44

P/ Princesa: Se anda por ai ou não...não sei! ;)Por mim desde que seja um BOMMMNANZA, com cerebro que funcione e alguma cultura geral, bom falante e sedutor, fogoso lolololololo...não sou esquezita!!! Já chega de tendência para homens dificeis. Agora só quero o melhor...
BeijosPaty
(http://patyplanetaazul.blogs.sapo.pt)
(mailto:patigrodriguez@sapo.pt)
Anónimo a 18 de Fevereiro de 2006 às 23:39

Quem??? O BONANZA???? Mas esse ainda anda por aqui :Dpluma(princesavirtual)
(http://www.princesavirtual.bloga.sapo.pt)
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)
Anónimo a 18 de Fevereiro de 2006 às 23:28

p/ Fernando: Meu caro colega e amigo da blogosfera, que o universo e as suas entidades superiores o ouçam!!! Depois desta tempestade se não vier um BOMNANZA...meu amigo! Não ando eu aqui a sofrer para não conseguir "a cherry on top of the cake"...ou será mais o cake on top of the cherry...ai isto quando me dá para a loirisse meu deus! Haja paciência meu amigo...
Agredecida pela sua força bjos ;)Paty
(http://patyplanetaazul.blogs.sapo.pt)
(mailto:patigrodriguez@sapo.pt)
Anónimo a 18 de Fevereiro de 2006 às 21:24

Correcção: Depois da tempestade, vem o Bonanza! Assim é que é. è tocar a carroça para a frente e siga para bingo!! Bjs.Fernando
(http://www.hojeli.blogspot.com)
(mailto:fjsla@yahoo.com)
Anónimo a 18 de Fevereiro de 2006 às 16:10

Correcção: Depois da tempestade, vem o Bonaza! Assim é que é. è tocar a carroça para a frente e siga para bingo!! Bjs.Fernando
(http://www.hojeli.blogspot.com)
(mailto:fjsla@yahoo.com)
Anónimo a 18 de Fevereiro de 2006 às 16:10

P/ Princesa: Obrigado pelas tuas palavras, é sempre muito bom quando as pessoas nos dão força e nos ajudam a erguer a cabeça. Tens razão...tens toda a razão, mas estou numa fase mt complicada. Vejo me com 26 anos uma vida amorosa falhada, sem emprego, nada de prespectivas, os sonhos já não fazem sentido...os amigos seguriam a vida deles, constroiem as suas relações e a sua independencia, sinto me só e à deriva. A familia começa a envelhecer e eu a preocupar-me. Sinto falta daqule apoio masculino, não sei explicar...aquela especie de ilusão de segurança masculina de proteção.
Há muitas coisas de que tenho que fazer luto...
E está a ser muito dificil libertar-me delas. Um beijo e um obrigado do tamanho do mundo ;)Paty
(http://patyplanetaazul.blogs.sapo.pt)
(mailto:patigrodriguez@sapo.pt)
Anónimo a 17 de Fevereiro de 2006 às 23:53

Olá Patty,

entrei aqui e deparei-me com estas palavras. Não são novas para mim. Jás as ouvi de amigas, pessoas perto de mim. Também «oiço» muitas vezes estas palavras sem serem ditas. Estão ás vezes nos olhos das pessoas, no seu brilho ou ausência dele. A Felicidade não tem que ser igual para todos. Não tem padrões. E isto porque te queria dizer que a tua felicidade não tem de passar por essa pessoa que está longe de ti á 2 meses e por outras coias inerentes ás tuas palavras, e tão pouco pelos padrões de felicidades de outras pessoas por muito que elas te queiram bem...Não há «padrões» de felicidade. A felicidade não é um todo, são pecinhas pequeninas, momentos...ás vezes temos que parar e olhar em volta para os encontrarmos. Estás a precisar de um «luto» de fazer como os gatos, lamber as feridas e depois Paty upa upa ... que a vida é mesmo ali á frente :D. Depois da tempestade vem a bonança...é sempre assim ;) Desculpa-me o meu atrevimento...raramente me alongo tanto.
Mas pareceu-me que te ouvi «gritar em silêncio»...vim ver como estavas. Tem um bom fim de semana beijos da Princesapluma(princesavirtual)
(http://www.princesavirtual.blogs.sapo.pt)
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)
Anónimo a 17 de Fevereiro de 2006 às 21:43