Round and Round in Circles Over Life...

28
Jan 06

memoirs1[1].jpg

Onde foi que perdi o norte? Houve dias em que tinha a certeza do meu rumo, dias de confiança, dias em que sabia perfeitamente para onde ir, que coisas fazer, até onde caminhar...

Hoje dou por mim à espera...

"Quem espera sempre alcança!" dizem os antigos, mas o tempo tem me ensinado que a espera é em vão. Pensei que o tempo tudo levava, tudo curava, tudo esquecia...mas não! Não brinco com a minha vida...posso não aproveita-la ao máximo e perder algumas oportunidades, mas não brinco com ela, muito menos com a de ninguém! É dificil erguer a cabeça quando começamos a perceber que afinal não passámos de um nada...é dificil perdoar e perceber que apesar de termos ficado marcados e para sempre magoádos...afinal somos nós que detemos o papel de bestas despresíveis e somos odiádos! Não desprezo...nem ao meu maior inimigo, pois o desprezo é aquilo que mata o que corroi e destroi o ser humano! Sinto-me como uma Geisha...mulher, escrava, usada, despresivel, objecto de prazer, aquela que seduz, que conquista, que fascina...mas que só serve para uma noite!

Onde está a outra Paty??? Aquela que era refilona, que todos chamavam de resingona, o furação que mandava tudo à outra parte e passava a frente sem olhar a quem??? Que é feito da frieza, da indiferença, da capacidade de dar a volta por cima? Neste momento era aquilo que mais precisava, frieza, indiferença, o furação que existia em tempos...para bater de vez com a porta e dizer-te chega ou adeus!

Não compreendo a mania de algumas pessoas, gostarem de coleccionar "pessoas-objecto", supostos amigos e amigas intimas a quem se recorre como ao botão da luz...

E eu...

Eu?...

Silêncio, vazio, nada...

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 22:46

Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
14

16
17
18
21

22
24
26
27

29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO