Round and Round in Circles Over Life...

19
Set 06

 

To be...or not to be skinny??!! Eis a questão!!!!

Desde miúda que sofro do estigma da mulher gordinha...não sou própriamente uma mulher baixa, mas a altura é coisa que não me foi muito atribuida, apesar de me estar nos génes! Esta coisa de viver com o fantasma dos quilinhos a mais é portanto algo que me acompanha desde sempre...para além de estar (e aqui refiro novamente) nos génes esta tendência a ser mulher reboludinha e cheia de curvas, os efeitos de anos e anos de tentativa de por fim a asma fizeram de mim uma mulher cheia de curvas!

Hoje em dia continuo a ser uma gaja rexonxuda, apesar de lidar melhor com a situação, mas confesso que durante muitos anos, não foi fácil conviver com a mediocridade do pensamento de algumas pessoas, com os olhares mordazes, com as bocas foleiras...

Para além de ser miúda rexonxuda, sempre fui muito desenvolvida para a idade! Nas fotos de jardim infantil é ver-me sobressair no meio daqueles putos minorcas, com cara de bébe chorão...lá estava eu, sempre na fila de trás...para não tirar o protagonismo a ninguém!!!

Ora factores como este, nunca abonaram em meu favor...muito pelo contrário!!!

Adiante...

Ontem entre uma e outra colher de sopa, à hora do jantar, lá estava a TV ligada no telejornal...quando para meu espanto me vejo confrontada com a noticia que anda a por todo o mundo em polvuroza, e mais propriamente Madrid e a Passerelle Cibelles na berlinda!

Alguma mentezinha mais iluminada decidiu revolucionar o mundo da moda e decidiu fazer história, tentando (através de medidas algo drásticas) por cobro a essa moda de ter modelos esqueléticas a desfilar por aí! Então apartir de agora mocinha que pese abaixo de 56 kg...não serve para desfilar! A medida parece levantar o sobrolho a muitos (aqueles que temem perder a galinha dos ovos de ouro...) e muito entusiasmo a outros tantos que finalmente vêem por terra esta história dos modismos!

Mas não fiquei satisfeita com a noticia...

A anorexia e bulimia são questões altamente debatidas e cada vez mais visiveis na nossa sociedade, contudo não é com medidas como esta que as miúdas do liceu não deixam de cair na ilusão dos parametros da moda e de beleza! Senão vejam bem...

Eles acham que uma modelos com cerca de mais de 1,70m deve ter como peso mínimo 56 kg...pois para mim uma "viga" acima dos 1,70m com 56kg continua a parecer magra e não o contrário!!!! A não ser que aparente obviamente muitas curvas e coxas cheias e tudo mais...

É de louvar a medida e o que tentam fazer sim senhor, mas ainda assim quer me parecer que determinados esteriótipos e pontos de vista, continuam muito arreigados e presentes nesta sociedade global, em que toda a gente copia toda a gente, onde se exige que uma mulher tenha "xizpto" aspecto, vista assim ou assado, enfim...

Talvez na adolescência nunca me tivesse passado pela cabeça ter um comportamento anorexico, mais tarde já na faculdade...talvez, admito que já pensei que deixar de comer me pudesse ajudar a ter um aspecto mais magro...mas depois penso...para quê?? A verdade é que tenho de aprender a viver com a imagem que vejo refelectida no espelho e não com o que a sociedade espera que eu seja!!!!

Agora só falta mudar a mentalidade das marcas e dos criadores...talvez eles consigam começar a pensar que o mundo não são só beldades escanzeladas, que a verdadeira mulher é feita de belas curvas!   

Até lá...ainda lhes falta muito....

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 12:53
sinto-me: A very stylish girl

5 comentários:
Concordo plenamente contigo. As mulheres devem ter belas curvas. Não concordo minimamente com os padrões de beleza dos modelos quer femininos quer masculinos. São sempre extremamente magros e acho sinceramente que não são tão belos quanto poderiam ser devido à sua magreza.
Gigi a 19 de Setembro de 2006 às 18:44

Ola gigi!
Espero que essas férias tenham sido bem boas! Obrigado pelo comentário!
Beijus

Apoiado paty :)
Também eu sei o que é isso e já muitas vezes me senti "olhada de lado" por ter um quilos a mais...mas acredita que já não me incomoda assim tanto.
Os verdadeiros valores, aqueles que realmente interessam não passam pelo que dita a balança.
Beijinho e obrigada pela visita ao meu blog:)
just_me a 20 de Setembro de 2006 às 10:03

E uma sensação tão má não é mesmo! Até se aprende a lidar com isso...;)
Obrigado pela visita!
Beijos

Neste momento não serei propriamente a pessoa ideial para falar de quilinhos a mais, porque é coisa que não tenho. Aliás, tenho até quilinhos a menos.
Mas concordo que é um exagero as modelos esqueléticas que temos actualmente nas passerelles. E por muito que digam que não, são elas e as estrelas de cinema e música que influenciam as nossas adolescentes a entrar em dietas malucas. Eu sei porque também fui das que caiu na armadilha. Embora existam muitos outros factores sem ser esse, nomeadamente as paixões de adolescente que todas nós temos.
Eu sempre fui rechonchudinha e nunca me importei muito com isso até que chguei aos meus 17 anos e me fartei de ser sempre passada para trás por não ser "boa" como as minhas colegas mais magras. Entrei na dieta maluca em que não se come e emagreci cerca de 7 quilos num mês. Foi uma passagem repentina dos cinquenta e tal para os 46 e como tal o meu corpo ressentiu-se.
Actualmente ainda tenho esse peso, mas não por dietas. Apenas porque estraguei o meu organismo e deixei de ter prazer a comer. Nunca tenho apetite, e como tal como pouco, o que não me deixa engordar. A isto se junta stress e depressões e temos o prato completo.
Bem, mas isto tudo para dizer que acho que foi uma boa medida para começar a mudar a mentalidade das pessoas de que as gordinhas não são belas. Muito há ainda a fazer. Esperemos para ver no que isto dá
Um beijinho grande
Angel a 20 de Setembro de 2006 às 13:57

Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
15
16

17
21
22
23

24
25
27
28
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO