Round and Round in Circles Over Life...

29
Ago 06

REINVENT YOURSELF....

Corioso...como há palavras ou frases que surgem, como que botões que ao serem carregados, fazem uma espécie de clikc nesta cabecita as vezes meio xoxa...

Estava agora mesmo a fazer um zapping pelos canais de TV, quando tive a oportunidade de ver o finalzinho de um recente video da madona...a mensagem final que apareceu no ecrã era precisamente esta....Reinvent Yourself!

Que giro! Faz tanto sentido para mim neste momento...

Esta pequena frase também me fez recuar nos dias e lembrar-me de alguns artigos que li numas revistas...basicamente eram artigos sobre novos conceitos urbanos, que cada vez mais surgem um pouco por todo o lado.

Será que estamos a caminhar no bom sentido? Falo da sociedade está claro, das pessoas...

A mim parece-me que para além dos velhos rótulos, que distinguiam as pessoas pela cor ou status, está-se a assitir ao rotular de tudo e mais alguma coisa e a esquecer-se o que é realmente importante. Senão vejamos: primeiro assitiu-se ao aparecimento do metrosexual, agora assistimos ao da Übermulher (também aplicado ao homem), o femeninismo parece ter ressurgido dirigindo as atenções dos "tagarelas" (vulgo revistas cor de rosa e toda a imprensa dirigida ao sexo feminino) para o facto de existirem cada vez mais mulheres adultas, solteiras independentes, com sucesso profissional, etc.

Não percebo qual é o motivo para tanto sururu e agitação....

Da mesma forma, vejo aprecer muita preocupação com os solitários, escrevem-se artigos sobre nós os coitadinhos e de como é dificil viver numa sociedade em que cada vez mais as pessoas optam por uma situação cómoda de celibatário. O mesmo se aplica as reportagens sobre gays, lésbicas e bisexuais...Why all the fuzz about it??? Don't get it!!!

A mim quer me parecer que estamos a esquecer do essencial, esquecemo-nos da condição de seres humanos, esquecemo-nos que esses conceitos agora muito "en vouge" existiram um pouco ao longo dos tempos, as sufragistas eram muito à frente...queimar sutiens??!!!, eu por exemplo conheco mulheres agora na casa dos 80's que foram pioneiras em algo no meio em que viviam...uma tia minha, por exemplo, foi das primeiras mulheres do seu tempo a conduzir, o ser gay ou lésbica não é de agora, é algo que já os romanos tinham uma certa tendência para ter pagens de companhia em vez de mulheres...

Bom...

É tudo tão natural para mim...ser metrosexual, ser mulher independente, solitário por opção, ser gay ou lésbica...para mim é natural e parte do livre arbitrio de cada um, não percebo porque então tanta agitação e empolgação com algo tão...natural!

No final tudo isto me leva a uma grande conclusão...estamos a esquecer-nos do essencial, estamos todos (incluindo eu propria) a viver fechados sobre nós mesmo e aquilo que nós escolhemos para nos rodear e esquecemo-nos de que é preciso evoluir, exteriorizar emoções, deixar de lado o conformismo, procurar sempre deixar um espaço em nós mesmo por preencher, para não nos satisfazermos com aquilo que já vivemos.

Reinventar-me é um desafio...

Que pessoa posso ser ao reinventar-me, ao fazer o meu próprio upgrade...que resultado teria se carregar no botão do refresh e fizesse uma actualização de mim mesma??? Não sei o resultado...tão pouco como fazer um upgrade de mim mesma. Mas Reinventar-me soa-me tão bem de alguma forma...

Hmmmmm....this has caught me thinking????!!!!

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 19:49
sinto-me: Muito Filosofica...

24 comentários:
Paty,
O importante na vida é sermos nós mesmos, e não nos deixarmos rotular de nada. Para que isso seja possivel, é necessário ter uma forte personalidade.
Quanto a isso de te reinventares, acredita que quando se é uma pessoa positiva e dinâmica se está a fazer isso diariamente e a toda a hora. E tu certamente também o fazes. Experimenta pensar em ti há um ano atrás, e vais concluir que já não és a mesma pessoa, que evoluiste, que fizeste o tal upgrade de que falas.
É ou não assim???
Bjs.
Art Of Love a 31 de Agosto de 2006 às 17:24

Art...tens toda a razão há um ano atrás não era a mesma pessoa...sem dúvida! E já que falas de personalidade forte...pois bem descobri que afinal não era bem aquela menininha insegura, com ar de princesa esquecida...mas sim uma personalidade forte que é o que é, que tem defeitos e qualidades...quer queiram, quer não!
Beijos meu amigo!

Olá..
estranho, para mim, é esse raio de necessidade de andar com um letreiro na testa a dizer eu sou isto eu sou aquilo eu só como destes e há quem coma doutros...enfim...não é muito bom ser qualquer coisa com tanta convicção, depois é mais difícil mudar para melhor.Um abraço:)
rita a 2 de Setembro de 2006 às 13:10

Não podia concordar mais Rita! A vida já está cheia de mais de rotulos para vivermos apegados a coisas demasiado estanques...
Benvinda e obrigada pela visita!
Beijos

Pois eu cá concordo ctg...reiventarmo-nos é um desafio dos grandes e o que sabe melhor do que um bom desafio que no fim nos pode dar tanto gozo?!
Eu sou adepta das mudanças, das originalidades, do ser EU e não seguir a carneirada!! ;)

beijokas!
Carol a 2 de Setembro de 2006 às 14:14

Ora querida Carol...assim é que se fala! ;)
O Eu é o mais importante nos dias que correm, pensar em nós e deixarmos transparecer aquilo que somos é sem duvid o mais importante!
Beijos linda!

Sempre fui e acho que ainda sou avessa a mudanças. Sou daqueles bichos raros que detesta a rotina mas que se sente perdida sem ela. Acho que me habituei a ser sempre eu, sempre criei muitas expectativas em relação a este eu e isso por vezes trouxe-me um sabor amargo.
Hoje já não sou a rapariga que era há alguns anos atrás, pois a idade e o processo de amadurecimento vão-nos moldando e mesmo sem darmos conta mudamos. Contudo, acho que tens razão quando falas nesse processo de "reinvent yourself". É precisamente o que estou a tentar fazer nesta fase da minha vida.
Cansei-me de ser quem sou e como sou e estou a aprender a reinventar-me para eliminar o que não gosto em mim. Acho que é o que devemos fazer para nos sentirmos bem connosco próprios.
Por isso aproveita e "reinvent yourself too".
Beijoca
P.S- o sapo lembrou-se de activar o anti-spam a toda a gente. Caso ainda não te tenhas apercebido, o raio do controlo está qui para preencher. Não que eu deixe de comentar por causa disso, mas que é chato adivinhar aquelas letrinhas deformadas, ai isso é!
Angel a 2 de Setembro de 2006 às 22:21

Angel minha linda...espero que te encontres bem melhor! Axo muito bem esses ventos de mudança...
Para a frente é que é caminho...nada de olhar para trás...
Beijos gds

Que musica.......!!!!!

bjs

Paulo
paulo1911 a 4 de Setembro de 2006 às 22:31

Gira ne? Confesso que não é muito do meu gosto...mas adequava-se ao estado de espirito! ;)
Faz mexer as energias...eheheh
Obrigado pela visita....Benvindo ao planeta azul!
;) Beijus

é uma bela frase sim senhora, o que seria de nós se de vez em quando não houvesse mudanças em nós? até o próprio reflectir do espelho nos deixaria cansados, daí a razão das mudanças de visual, por vezes com um simples corte de cabelo ou apenas uma roupa que pela norma não vestiriamos parecemos pessoas diferentes, mas nesses momentos acho que é apenas o reflexo que nos ajuda a camuflar, acho realmente importante quando nos reinventámos interiormente, isso sim é um belo processo que quando terminámos nos sentimos bem mais aliviados, na minha modesta opinião, CLARO
estrelinha perdida a 5 de Setembro de 2006 às 14:11

Reinvent Yourself!
Espero que esteja td bem contigo linda?! Beijos

O que seria da nossa vida se não nos reinventássemos, ou nos actualizássemos de vez em quando, a nossa intima maneira de olhar para o vasto mundo que nos cerca? Penso até que a vida que levamos perderia todo o seu grau de emoção e infinitamente toda a sua graça e cabimento. A vida pela simples razão de a estarmos a viver, se torna num desafio ás nossas maiores capacidades e melhores qualidades, e assim nos força a reinventar de vez em quando as nossas ideias e práticas, sobretudo aquelas que não surtem efeito na crua e nua realidade. Insensato e negligente, talvez ingénuo seria se não mudassemos aquilo que nos causa tristeza, inquietação e sobressalto, não é? A vida que conhecemos conheceria certamente a estagnação e logo atrofiaria se não alterassemos algo, para melhor. Apodreceria como a água de um fontenário cesasse de correr. Sendo a vida formada genuinamente de dinamismo e alternância não seria ilógico evoluir sem transformar e avançar sem inovar? Belo, empolgante, magnifico e absolutamente sedutor a reinvenção e actualição deste teu maravilhoso planeta azul. Muitas felicidades para a Paty.

Dominio dos Anjos
HumbertotheWizard a 5 de Setembro de 2006 às 22:49

Wizard, Que bom reencontrar te no meu espaço...é sempre bom beber as tuas sabias palavras! Ainda bem que gostaste da mudança!
Beijus e desejos de tudo de bom!

Querida amiga,
tens toda a razão quando me desejas um "bom regresso à realidade!". Custa tanto.....
um beijinho
até breve
Porquê a 6 de Setembro de 2006 às 00:00

Beijos Linda e Bom FDS
:)

Aí está o verdadeiro segredo: reinventar-me constanetemente... não parar de inovar comigo mesmo! :P bela dica!

Aquele beijinho
SerEU a 8 de Setembro de 2006 às 11:44

SerEu,
Bela dica que tu tens ajudado cada dia, assim como todos aqueles que me visitam e que me ajudam a expandir horizontes e a reinventar-me um bocadinho!
Beijus gds e coração de leão!

Olá! Bem sei que já comentei este teu post mas não podia deixar de te dar os parabéns pelo excelente gosto musical...Ando viciadíssima nessa música das Pussycat Dolls e olha que nem fui mt à boal com as meninas qd apareceram...mas agora não paro de ouvir isso! A letra é forte..;) beijokas!!
Carol a 10 de Setembro de 2006 às 17:25

Carolzita,
Confesso que não sou mjuito fan deste genero de musica, muito menos das meninas...mas é o que elas transmitem que é tal e qual aquilo que gostaria de ser...uma femme fatal com uma pitada de lolita!
Enfim a musica fas mexer e mexer e mexer...lololo
Beijos ;)

Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
26

27
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO