Round and Round in Circles Over Life...

03
Jul 06

Can't Sant this anymore...

Vivo dias stúpidos em que o meu humor oscila entre o normal e o estúpido! Uhhhh humpf!!! Estou bem, o meu humor esta normal, as pessoas vêm-me sorrir e falar pelos cotovelos (quando existe gente para falar lolo), mas cá dentro...é um nó que já não suporto mais.

Passo os dias...ora agarrada ao jornal, mais própriamente à secção de classificados, ora sentada ao PC a vasculhar todo e qualquer site de emprego. Respondo a anuncios, envio CV's...

Nem sequer tenho vontade de o fazer...

Sinto um desgosto enorme de não encontrar nada nas diversas àreas de minha formação, já enviei Cv's espontaneos ate pedindo estágios profissionai, fui ao centro de emprego e descobri que a monga que me inscreveu no centro da minha área de residência, fez uma bela merda de trabalho....

Cá em casa cada um manda a sua posta de pescada...de um lado uns dão palpites aos anuncios que devo ou não responder, outros acham que me devo inscrever em programas de jovens com intercâmbios na europa, campos de voluntariado e por ai fora...preciso de emprego, algo que me dê sustento, preciso de uma hipotese profissional que possa desenvolver capacidades, que possa continuar a investir de futuro....

Estou completamente sem rumo...

Desta semana a um mês faço mais um ano, terei 27 e uma vida completamente vazia! Aos 27 já é suposto termos iniciado algo certo? Já é suposto sabermos o caminho a trilhar, é suposto já ter entrado no mercado de trabalho, começar a ser independentes, pensar num futuro, quem sabe numa familia....

Continuo na casa dos meus pais, não tenho dinheiro nem para cantar um cego, sou solteirissima, mais não existe à face da terra, continuo a depender dos meus pais (pois as economias que me restam servem para pagar as despesas que tenho fixas todos os meses), sinto-me descrente, sem sentido de vida, sinto-me fracassada...logo eu que sempre fui boa aluna na escola, que todos achavam certinha e que teria mais probabilidades de ir longe...

A faculdade foi um engano, devia ter deixado o curso e procurado algo que não fosse uma utopia...também não cai nas boas graças de quem interessava e hoje ao contrário de outras pessoas, não faço parte dos meninos bem sucedidos que tiveram uma grande média. My Ass!!! Antes lamber sabão a ter que lamber botas de gajas ressabiadas e profs. da treta...

A factura esta a vista...se calhar podia estar na faculdade como assitente da assitente da monitora...Ao menos pingava todos os meses e podia servir quanto mais não fosse para agora estar a preparar as malinhas para um verão na europa...ou noutro sitio qualquer!

Que se dane!

A verdade é que consigo ser muito melhor do que eles todos juntos...mas não consigo o mais importante...emprego!!!!

As pessoas vão ajudando, levam os Cv's para empresas de conhecidos, perguntam aqui e acolá, já estou "voluntariada", para um lugar qualquer em hotelaria no Algarve...tenho a familia algarvia toda a passar a palavra e atenta, mas nada!

Estou tão desanimada... 

 

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 18:01
sinto-me: Entre 2 extremos...

11 comentários:
Menina de Azul, tem calma não desesperes. A seguir à tempestade vem a bonança. E podia ser pior... pelo menos tens alguém que te dê apoio nesta fase menos fácil. Compreendo que não seja uma situação confortável e muito menos facil...mas vai melhorar.
Beijinhos e fico a torcer por ti :)
PrincesaVirtual a 3 de Julho de 2006 às 21:57

Já passei por isso, consigo imaginar como te sentes. Não é mesmo nada fácil. A última vez que estive sem emprego, tinha o meu primeiro filho a nascer. Um sufoco tremendo.

De uma coisa tenho a certeza: estás a tentar resolver a situação e isso é fundamental. Vais ver que, mais tarde ou mais cedo, a coisa se resolve (esta altura do ano é má, está tudo a pensar em férias).
Não desistas.
rui a 4 de Julho de 2006 às 12:00

Olá Ruizito!
E verdade, é nestas alturas que dou graças a Deus de não ter filhos e familia a depender de mim...custa porque sinto que podia desafogar os meus pais e ajuda-los com as despesas, podia ter a minha independencia, o meu espaço e não ha meio de nada. O que vale é que estou numa altura de por as ideias no lugar e tb é bom ter espaço, tempo e sossego para o fazer e encontrar-me finalmente.
Espero pela luz no fundo do tunel...:)
Espero que esteja tudo bem com a familia e que o pequenote te esteja a permitir mais horas de sono :)
Beijos

encontrei o teu blog e li o teu post... não desanimes. Quando a vida vai torta só pode melhorar... pensa positivo que ajuda! mesmo quando parece impossivel! beijinhos! :)
Carol a 4 de Julho de 2006 às 12:00

Benvinda Carol! :)
È sempre bom termos novas caras no nosso cantinho! É realmente a vida vai torta e nunca mais se endireita...o azar pressegue...esconde-se à espreita :)
Infelizmente tem sido assim como a musica dos Xutos, mas ha de melhorar :)
Beijinhos

n desanimes, tou na mesma....ou quase.
mokomaori a 4 de Julho de 2006 às 17:41

Oh gajo...tu não te deixes xegar ao desanimo! Tu vai à prainha, areja a cabecita e as ideias...não te deixes ficar!!! Va beijus gds e forcita amigo, forcita :)

oh paty..fiquei apertadinha a ler este post...
infelizmente conheço mais pessoas que estão ou já assim estiveram.. e dizer para confiar que as coisas vão melhorar é bem verdadeiro, mas soa tão a oco.. força, linda! e coragem para não perderes a esperança. abraço forte
morgana a 4 de Julho de 2006 às 21:37

Oh Morgie inte me fizeste ficar ca lagrimita linda. Obrigada pela forcita...isto está bixoso!!! As tuas palavras já contam, é dificil dizer seja o que for, mas a intenção e o apoio das pessoas ja ajuda imenso.
Beijos linda, espero que as coisas por ai estejam bem mais animadas :)

Oh Paty, a tua vida é um espelho da minha, ou vice versa. A única diferença é que eu em vez de fazer 27 anos, faço 25 (daki a menos de dois meses). Mas de resto, tou sem emprego, passei seis anos na faculdade para nada, tou igualmente solteiríssima, mando currículos para tudo que é lado e ninguém me responde, (ou quando respondem é para me dizer que não estão interessados) e cá estou eu a viver em casa dos pais e a sentir-me uma inútil.
Mas tal como me dizes a mim, eu digo-te a ti: dias melhores virão e força para aguentar a tempestade. Esperemos que as nuvens que pararam por cima de nós voem para outro lado e deixem entrar o sol brilhantes.
Beijinhos e ânimo
Angel a 4 de Julho de 2006 às 23:59

Obrigada pelas palavras Angel! E toca de afastar as nuvens...:)
Beijinhos e muita força para ti também.

Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

16
18
20
21
22

23
25
26
27
29

30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO