Round and Round in Circles Over Life...

25
Jun 06

Uma menina às direitas também tem o direito de ter os seus sonhos...calientes...não tem? Ontem ouvi (já não sei a propósito de quê) alguém dizer que todas as mulheres conseguem ter um lado (que não mostram) mais atrevido, mais erótico, picante...o lado onde perdem a compostura toda e se revelam umas autenticas "Femmes Fatal"!!!

Pois tenho me lembrado de alguns momentos que me fizeram descobrir esse meu lado adormecido, a história com o "Chris H.", foi pautada por muitos momentos assim calientes e embora não tivesse existido proximidade íntima, a verdade é que nos ligavamos de uma maneira que quebrava tudo e às tantas quando davamos por nós estávamos perdidos em conversas calientes, em devaneios, em filmes que gostavamos de partilhar...infelizmente a realidade foi bem diferente!

Desde cedo descobri este meu lado mais sensual, mais erótico...

Li o "Ultimo Tango em Paris" era eu uma teenager inconsciente, coriosamente já não achei piada ao filme, mas a verdade é que livros como este, filmes e séries de televisão como os "Red Shoes", faziam-me libertar a imaginação, mexiam com a minha criatividade, com a minha libido. Naquela altura escrevia...às escondidas, à noite passava algum tempo a escrever. Parecia-me tudo tão disparatado...

Quando entrei para a faculdade deixei tudo de lado.  Passei a focar-me no meu principal objectivo, os estudos, e esqueci que também é preciso amar e deixar-se ser amado. Deixei também de escrever...

Conhecer o "Chris H." numa época conturbada, num final de faculdade que teimava em não acontecer, numa montanha russa familiar, foi bom...quer dizer, acho que foi bom. A principio as conversas não passavam disso mesmo de meras conversas...um ano e tal depois eu começo a descobrir sentimentos, a ter medo, a retrair-me, a impor uma barreira à minha frente. Tudo caiu, eu desisti...o coração abriu-se de vez, os braços abertos, a mente liberta, decidi ir em frente.

Perdi a vergonha de dizer aquilo que me ia na alma, as conversas começaram a tomar um conteudo diferente, mais quente, mais profundo, mais intimo...

Recomeçei a escrever....

De vez em quando, partilhava excertos com ele e sonhavamos os dois. Nunca pensei qe tivesse a capacidade de gerar erotismo, nunca pensei ter esta carga erótica, esta sensualidade, este fogo...Ao mesmo tempo descobri que afinal não sou mais do que uma romântica incuravel, que sexo sim com muito erotismo, sem tabus e muita dose de amor romântico, que transcende o fisico e o carnal...

Não consigo ver alguém pelo puro prazer sexual que me pode proporcionar, não consigo me entregar a alguém de quem não goste, que não mexa comigo, que não me tire do sério...

E será que é verdade a questão das mulheres associarem sempre as duas coisas? Será que a mulher procura sempre o sexo e o amor, mesmo numa relação ocasional? Ou será que ela consegue se desprender do seu lado passional e emocional e ter sexo puro e duro sem pensar nos sentimentos, sem desejar ter aquele homem a outro nível sem ser o carnal?

Sei que parece muito "Old fashion"...

Esta coisa das relações tem dado cabo de mim...penso porque é tão dificil relacionarmo-nos com alguém, que quem inventou o amor devia ser banido do planeta, que é tão dificil manter na nossa vida aquela pessoa que amamos de uma forma profunda, aquele que desejamos ter, aquele que nos provoca pensamentos eróticos, que nos dá voltas á cabeça, que não nos deixa dormir, aquele de quem continuamos à espera, aquele que não deixamos de amar nunca...

Pena não poder voltar atrás, pena não conseguir encontrar ninguém que me faça sentir o mesmo, pena sentir este vazio e sentir que a barreira se fechou de novo...

UMA BOA SEMANA A TODOS....COM MUITO EROTISMO, MUITA PAIXÃO, MUITO AMOR.

 

 

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 15:22
sinto-me: OK

8 comentários:
Obrigado. Um resto de dia excelente para ti também.

O pequeno vai indo, de cólica em cólica... não é daqueles come-e-dorme, mas isto passa logo.

Bj.
rui a 25 de Junho de 2006 às 17:21

Tadinho do pequenote!
Vais ver esse vai ser fresco ehehehehe! :P
Desejos de uma boa semana e as melhoras, a ver se o rapaz deixa dormir os papas...maroto!
Beijos

Olá Paty
Creio que as mulheres têm todas um lado "femme fatal". Só que umas são mais desinibidas que outras. E também são umas eternas românticas. Queremos ver sempre tudo "arrumadinho" e "colorido".
Não tenho experiência em sexo sem amor, por aí não posso desenvolver grande coisa, mas acho que hoje em dia quem não tem companheiro/a tem, de facto, a vida dificultada. É cada vez mais difícil encontrar alguém que esteja disposto/a a perder 50 % da sua personalidade para ganhar os 50% da outra pessoa... na realidade, não é fácil "desistirmos" do nosso "eu".
Gigi a 25 de Junho de 2006 às 18:55

Ai Gigi não me digas nada que este mundo anda do avesso...eu admito que não sou uma pessoa nada facil, mas tens razão hoje em dia e mt dificil desistirmos do nosso eu e ceder. E dps é uma onda enorme no pessoal da minha idade de desgostos de amor, pessoas sofrendo, outras atacadas por forte solidão...um vazio enorme!
Beijinhos

Bom ver-te por cá na mesma!
Quanto ao que aqui escreves, acho que já fiz essa perguntas e reflexões um milhar de vezes, e acho q as faremos sempre ao longo da vida, num ou noutro momento. E sabes, depende muito das mulheres ( e dos homens tb) isso de saber ou nao separar sexo de amor. Uns sim, outros não. Não há receitas,. Em certa altura da vidar podem conseguir fazê-lo e noutra descobrirem que é impensável não haver união das duas coisas. E quanto a saber manter alguém ao nosso lado... acho q é um full time job, envolvendo carinho, respeito, compreensão, paixão, tesão, partilha e cedências, etc... mas garantias de sucesso a 100% acho que não há.. mas sem tentar é que não se pode ficar, ora bolas!!! e recomeçar ser for o caso. beijinhos
morgana a 27 de Junho de 2006 às 10:25

Ora, quem disse que as meninas certinhas não têm um lado erótico? Aliás, eu até acho que têm mais erotismo as raparigas certinhas que aquelas que se fazem de mulheres fatais, e que no final de fatal não têm nada.
Toda a mulher é romântica, sensual, erótica, basta que tome consciência disso e saiba usar essas qualidades na dose e na altura certas. Também já fui mais recatada quando o tema é sexo, mas acho que com o tempo as coisas vão mudando, abrimo-nos mais para o mundo.
Isso de ter sexo sem amor, penso que depende das pessoas e das situações. Para mim não faz sentido que assim seja, pois sexo só pelo prazer carnal acho que não vale a pena. Por muito que tente ver as coisas de outra perspectiva não consigo, pois não me estou a ver enrolada com um rapaz, sem ter desenvolvido o mínimo de cumplicidade e intimidade com ele.
O problema é encontrar o rapaz com o qual queremos mesmo partilhar tudo o que é nosso, inclusive nós próprias . Realmente hoje em dia não é fácil estabelecer uma relação amorosa, parece que as pessoas se dedicaram à superficialidade de uma relação e abdicaram do amor, do mais belo que a relação tem.
Enfim, resta esperar que o maldito do príncipe encantado que me está destinado compre a porcaria de um cavalo e venha a galope, porque eu começo a ficar farta de só encontrar trengos! lol
Beijinhos
Angel a 27 de Junho de 2006 às 18:00

Ladys...

1 - Não sei o que é uma menina certinha.
Acho que muitos dos problemas das mulheres vem precisamente do acharem que existe uma separação incompativel entre a mulher-erótica e a mulher-mãe(para pegar em dois exemplos extremos) Não existe. Não há mal nenhum em dar a bela da queca selvagem numa hora e na seguinte estar a tratar dos miudos.


2 - A questão dos Principes... Lamento desiludir-vos, mas eles não existem! Não andam por ai á solta á procura de princesas. O que acontece é que são construidos NUMA e para UMA relação. Eu posso ser um principe numa relação e ser um monstro noutra. Há é pessoas com potêncial para numa dada relação ser principe.

3 - Quanto é questão sexo e amor. Depende de pessoa para pessoa e depende da altura. Agora acho que ás vezes se dá demasiada importancia a certas coisas que podem ser só temporárias e boas enquanto duram e não aprece alguem com potêncial para Principe.
Zuco a 28 de Junho de 2006 às 14:20

Gosto sempre da opiniao construtiva de um homem. Em priemiro lugar nunca acreditei em principes e historias da caroxinha, gosto de sentir que as pessoas se tornam especiais iso sim com ou sem defeitos.
Qt as meninas as direitas poix n sei...mas k tenho esse rotulo tenho. Pena n conseguirem enxergar parem além da pose de menina educada e simpatica!!!
Beijos Zuco

Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
15
17

18
19
20
21
23
24

26
27
28
30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO