Round and Round in Circles Over Life...

14
Jun 06

A neura está mais levezinha...

Ainda assim continua a ser neura...isto da chuva de verão com trovoadas e relampagos não ajuda mesmo nada e eu acabo por ficar "carregada" de uma energia pouco animada. As coisas por estas bandas continuam complicadas, vidinha dificil problemas atrás de problemas...a falta de emprego começa a ser frustrante e preocupante...muito mesmo!

Finalmente chegaram as festas de Lisboa, os santos populares...

Bom, não é que isso tenha vindo animar mais os meus dias...tirando as tréguas no dia de aniversário da minha mãe, estou literalmente de costas viradas ao mundo e com vontade de espancar o cromo do Santo António que no ultimo ano só me pregou partidas do coração...

Oh Amigo! Não era suposto zelares pela felicidade dos sequiosos de um par???!!

Humpf...Bah!!! Adiante...

Estes dias de neura também me deixam mais introspectiva, mais observadora e reservada...tenho reparado mais nas pessoas, em silêncio cruzo-me com tudo e reflicto à cerca de algo...

A reflecção consegue ser uma coisa tão interesante e tão reveladora...

Outro dia ia pela baixa fora, conversando com os meus botões e reparando nas pessoas que passavam por mim...gostei de perceber a miscelania que havia à minha volta, casais atipicos, ela gótica, vestida de negro dos pés á cabeça, ele com ar franzino e "aparente neutro" descontraído, amigos de raças diferentes, de linguas diferentes...sorrindo.

Fez-me sorrir também aquela tarde...

Mas se há pessoas que me fazem sorrir...outras porém fazem-me baixar o olhar e quase chorar, é dificil passar por determinadas pessoas e aceitar a realidade em que vivem, é dificl ficar indiferente, não importa a raça, religião ou credo...doi ver uma alma sem tecto, sem rumo, sem dinheiro, pedindo esmola para matar a fome de um dia inteiro que tardou em chegar ao fim...

Não posso carregar o mundo às minhas costas, mas sempre me ensinaram a ajudar aqueles que mais precisam. É algo que tento fazer até hoje...

E não há nada que pague um sorriso de um principe do nada, alguém que vê em nós anjos da guarda, alguém que modifica a sua vida com uma simples ajuda nossa. Outro dia lembrei-me de duas gémeas que viviam perto de mim (quando morei nos arredores de Lisboa)...a minha mãe ajudou-as várias vezes quando eu era miuda. Batiam à porta e a minha mãe recebias sempre com algo, roupa, comida...

Hoje são mulheres, mães, senhoras do seu nariz...

Pouco tempo depois de termos mudado aqui para a margem sul, soubemos noticias delas e que estavam bem melhor na vida, estavam para casar ou já o eram...é essa a imagem que não esqueço e guardo sempre. Ainda que cada dia seja dificil ajudar quem precisa, fazemos o nosso pequeno esforço e de quando em vez lá nos aparece mais um enviado do "Grande Chefe" para ajudarmos...

Há quase um ano apareceu uma alminha que precisa de ajuda, uma mãe recente com uma criança para cuidar, quase sem familia em Portugal e com uma luta tão dificil...

A força dela é incrivel e ajuda-me imenso a acreditar que a vida apesar de tudo até pode ficar melhor, que sou uma priviligiada, que sou feliz. Tenho pena que ainda tenha que passar por tudo o que está a passar e tento acreditar num futuro melhor para aquele bébé...

Quero acreditar que o amor move montanhas, que o amor e o carinho com que ajudamos os outros faz toda a diferença, que o amor não tem fronteiras, barreiras ou obstaculos, que quando damos incondicionalmente, quando nos conseguimos libertar de todas as conveções conseguimos criar uma energia fantastica.

"Deixa a janela do sorriso aberta,

Coisa boa boa coisa desperta

Canta kaya, kaya nos liberta

Dá-me um bom feeling

Deixa de compliacação

Deixa de Confusão

Liberta a alma dessa prisão

Deixa-te guiar p'lo coração (...)"

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 20:51
sinto-me: Nem sei...
música: "Bom Feeling" - Sara Tavares

2 comentários:
Paty,
Realmente este tempo que tem estado é muito mau para quem está em baixo, porque ele faz-nos apetecer ficar na cama a ouvir ou ver a chuva cair lá fora na companhia do nosso amor. Mas alguém me disse uma vez que a vida não é perfeita... e é bem verdade.
Realmente quando nos tornamos mais observadores apercebemo-nos que há gente muito mais infeliz que nós, e muito mais miserável, e isso só nos pode levar a pensar que a nossa vida ainda tem solução, e ainda vale a pena ser vivida. Por isso, apesar das dificuldades, e do estado de espirito que atravessas, tens que acreditar num "amanhã" melhor, e no entretanto ir aproveitando para ires ajudando os outros na medida que puderes, isso, acredito, irá fazer sentir-te melhor.
Bom feriado.
Bjs.
Art Of Love a 14 de Junho de 2006 às 21:49

Sabias palavras...como sp meu amigo.
Bom Fim de Semana

Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
15
17

18
19
20
21
23
24

26
27
28
30


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO