Round and Round in Circles Over Life...

27
Mar 07

"O verdadeiro Amor acontece num abrir e fechar de olhos. Num minuto estamos a disfrutar dos prazeres da vida e no minuto a seguir já estamos a questionarmo-nos como é que algum dia conseguimos viver sem ele." Will Smith no filme Hitch

A queda de um mito é uma coisa tramada!!!

Passamos a vida toda, crescendo e acreditando em pequenos mitos...coisas inacreditaveis, místicas, carregadas de simbolismo, sobrenatural, etc. Em parte é essa precepção, esse mito que vamos enraízando desde tenra idade, que faz com que ao encontrarmos essa coisa inacreditavel, passemos a estar num plano diferente, passamos a ver a vida com outros olhos, ficamos maravilhados, diferentemente predispostos para as coisas simples da vida...ficamos enamorados!

O ego aumenta, torna-se confiante, sentimo-nos capaz de conquistar o mundo, tomamos a proporção de deuses e ninfas que inebriam tudo em seu redor com uma luz e uma energia contagiantes...simplesmente porque comtemplamos e somos comtemplados!

Hoje para mim... desfaz-se por terra mais um mito...

A ideia de que o amor é algo intenso, brutalmente contagiante, inesperado, surpreendente e mistico, cai por terra com o livro do senhor Dr. Phill. Ainda não o li todo é um facto, mas estou quase em metade. É estrondoso como ele nos chama a razão e nos puxa para a terra. It's a wake up call...

No fundo o que o livro transmite, é que o amor muitas vezes é doloroso, sofrido, provoocando afastamento e solidão nas pessoas, porque não sabemos lidar com isso. Em vez de o vermos como uma quimica, um click entre dois seremos que batem a pestana um num outro e começam a ver coraçõezinhos...o amor não é mais do que uma uma conjugação de atitudes certas, linguagem corporal, pesos e medidas, de uma predisposição para fazer de um simples potencial...um verdadeiro amor!

E o segredo...está unica e exclusivamente em cada um de nós!

Mais ou menos como uma equação matemática, ou no ponto de  equilibrio, que é encontrado quando conseguimos por nos dois partos da balança (Ela e Ele), determinadas caracteristicas, ver se existe alguma harmonia e depois tomar as medidas certas, dar os passos correctos que vão finalizar "a jogada". Se os dois pratos conseguem atingir o equilibrio, depois é uma questão de negociação até se estabelecer os parametros finais...

E mais uma vez tudo parte de nós, da nossa atitude, da nossa capacidade de ver e ser vistos, de mostrar o segredo mais bem guardado que tanto passa despercebido, é uma questão de linguagem corporal e de sinais mal intrepretados, de saber os sinais de perigo e aquilo que nos alerta para não irmos por determinado caminho...

Começa por uma mudança significativa de atitude, de começar a ver o amor com outro olhos, sem pressões nem verdades impostas, passa por se valorizar a si próprio, ser capaz de ser amar a si próprio verdadeiramente e de partilhar esse amor proprio com os outros, passa por interagir mais, ser natural, verdadeiro e não ter pretenções, ilsuões, ou ser-se demasiado picuinhas com os outros, saber bem aquilo que não se quer, aquilo que não se gostas e sobre tudo saber e acreditar que o maior tesouro somos nós, ser confiantes nisso e acreditar...para que não nos sabotemos a nós mesmos e não acabemos em relações frustradas, falhadas com pessoas que não interessam a ninguém....

E para aqueles que como eu ainda acreditavam em sinais e quimicas...aqui fica! O amor, essa quimica, esses sinais somos nós que os criamos...será amor quando não esperarmos, será amor quando a cumplicidade, a partilha, a amizade e o afecto flarem mais alto, dando a certeza que tomamos a atitude correcta!

"Há quem diga que as relações são talhadas no céu. Até certo ponto, isso é capaz de ser verdade, mas as relações são geridas aqui na terra. (...) Tal como nós escrevemos o guião das nossas vidas, também somos nós que criamos os nossos relacionamentos." Dr. Phil in o Jogo do Amor 

Senão vejam bem...o exemplo do progrma de TV da Bela e do Mestre...okay okay é um pograma e tudo acontece de propósito "pró boneco", mas o facto de mulheres bonitas e futeis que à partida nunca olhariam para a maior parte deles na rua, ao serem obrigadas a conviver com homens que eles consideram feios, começam a prespectivar tudo de modo diferente, a ver qualidades, a ver pontos de interesse, atracção e sensualidade até...e que sabe isso não será o verdadeiro amor?

 Aiii Quanta filosofia de pacote...

Deve ser da febre dos fenos?!

Boa Semana a Todos!!!

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 16:45
sinto-me: De molho...

21
Mar 07

Estar por um fio...

O que fazer quando nos sentimos por um fio? Quando sentimos que a réstia de sanidade não basta para manter a corda esticada sem partir?

A raiva invade o amago do meu ser, como um nó que se desata cá dentro, que mata cada pedaço de primavera que tenta florescer...

Cubro-me de negro dos pés à cabeça! Ainda de manhã pensava que era capaz de continuar este arduo caminho, pensava que podia carregar a cruz mais uns tantos metros mas a dor conseguiu corromper a minha vontade. Sinto-me tão estúpida por me deixar corromper por esta fraqueza, sabendo que existem pessoas piores, pessoas em situações mais dolorosas, mais dificeis. Hoje fiz um esforço, continuei o meu percurso, na esperança de aprender mais e chego ao fim do dia sem esperanças renovadas e energias gastas e negativas.

Tenho a sensação que estou à beira do percipicio...

Conhecem a sensação? Estar rodeado de gente, falar e não ser escutado, passear na multidão como um fantasma, diambular como uma alma penada, falar para uma série de paredes brancas....depois vem aquela pressão. Sinto-me a mais no meu espaço, que me rodeia, ninguém parece ter paciência para alguém que diambula o dia inteiro em busca de uma slução, querem-se resultados imediatos, a pressão novamente...depois são queixumes e mais queixumes, um lamento baixinho, ladaínha constante.

A vida nos dias que correm não está facil é certo, mas caramba eu estou aqui não estou?! Dois braços, duas pernas, cabeça no lugar, vontade inesgotavel de fazer algo de lutar, de me sentir util, de contribuir para a economia do país. Esforço-me e esforço-me, corro que nem uma louca, tento tudo e mais alguma coisa...Mas não...o mal é que estou à demasiado tempo em casa. E mais uma vez lá vem a pressão de volta...

Caramba será que ninguém vê os meus esforços???!!! Que mais tenho de provar...

Mas não! Ja devia ter arranjado qualquer coisa...como se até qualquer coisa fosse fácil nos dias que correm??? Porque afinal não posso ficar assim para sempre, tenho de me sujeitar, tenho de me vergar perante a vida e sujeitar-me a uma vida deprimida, triste, frustrada, mendigando tostões, como eles tiveram porque sempre fizeram aquilo que não gostavam. Tenho de me sujeitar a ir para um sitio qualquer pois é o primeiro que aparece, ser novamente espézinhada, tratada abaixo de cão, mal paga, porque tem de ser, porque eles sofreram o mesmo, viveram o mesmo, e porque isso há em todo o lado...

Mas não deveria ser deles que deveria partir precisamente a ideia contrária, não deveriam ser eles os primeiros a me reconfortar, a dar carinho, a escutar, a querer algo melhor para mim??!!

O maior desgosto é perceber que sempre foi assim, que a pressão foi mais que muita, que a fasquia era sempre muito superior, que tive sempre que ser mais e melhor, que a vida não está nas coisas simples, mas sim preenchida por coisas que nem sequer me fazem falta. Que o outro lado da humanidade é mera utopia e que afinal aquilo que me habituei a ouvir em miúda era apenas miragem...

Estou por um fio...como se um fio me segurasse à vida! Estou em contra-relógio forçada a terminada a corrida...E só me apetece cortar a corda...

Desculpem o desabafo...tive de exteriorizar esta minha raiva, no único sitio que sei que posso falar à vontade! Beijos a todos...

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 18:45

20
Mar 07

Olho de soslaio para a capa do livro pousado em cima da mesinha de cabeceira. Desde ontem  quando o trouxe que espera que o abra e veja o qe lá vai dentro. Confesso que sempre o vi com algum cepticismo e desdem...

Foi um presente de uma amiga que ficou dos dias em que trabalhei naquele sitio há uns anos. Hoje em dia como passo lá muitas vezes combinei com ela de nos vermos e matar saudades, é uma mulher mais velha, marcada pela vida e com uma sabedoria de fazer inveja, a boa disposição afasta qualquer mancha que possa ter existido na sua vida, e a sua energia contagia qualquer um...

Encontrar-me com ela ajudou-me a chegar à conclusão que aquela parte da minha vida, que para além de incluir aquele emprego maldito, incluia um amor falhado...finalmente passou para trás das costas. Acabei por no mesmo dia rever uma outra colega que também adoro e fiquei feliz e com a promessa de um almoço de gajas para dar mais à lingua!

Mas voltando ao livro...foi um presente! Essa minha amiga mais velha é muito dada a leituras, é uma excelente concelheira, boa ouvinte também. Pelo natal passado os amigos dela fizeram a brincadeira de lhe oferecer o livro do Dr. Phill, o Jogo do Amor, pois ela é mulher desimpedida apesar das duas filhas mulheraças graúdas, ela prefere estar bem com as filhas e com ela a partilhar de novo a vida com alguém. Os amigos brincam com ela e tentam à força emparelha-la...daí o livro!

Ela leu e leu e leu! Depois do natal falámos por telefone e ela chegou à conclusão que o livro trazia informações, nada novidades para ela, mas para algumas mulheres sim...como Eu!

Resultado ontém a minha biblioteca ficou mais cheia, com o novo livro do Dr. Phill. Ainda olho para ele com alguma resistência. Mas já o folheei. O indice arrepia....

"Capitulo 4 - Solteira - não é por acaso!"....Hmmmmm isto cheira-me a esturro?!!!

"Capitulo 7- O Plano para Atrair o Principe Encantado"....mas isso existe??!!!

"Capitulo 10 - Fechar o Negócio"....Mau maria mas o que é isto???!!!

Bom o melhor é mesmo ler e ver o que acontece....Pelo menos tenho a certeza de uma coisa....que esta leitura vai dar uns belos posts, lá isso vai!!! Preparem-se para os próximos capitulos do...Jogo do Amor!!!

E que bom foi rever umas colegas/ amigas de tempos dificeis mas engraçados ao mesmo tempo, já tinha tantas saudades e elas receberam-me com tanto carinho e de forma tão calorosa...mesmo de tempos a tempos é bom rever amigos assim!

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 23:09
sinto-me: Tranquila...
música: The look of love - Diana Krall

15
Mar 07

Quando pensamos que já vimos tudo...

Eis algo que nos surpreende verdadeiramente!!!

O surpreender pode ser obviamente discutivel. Se por um lado, existem acontecimentos que nos deixam surpresos positivamentes, outros porém levam-me a questionar se serei eu o ET, ou se realmente haverá gente muito estúpida por esse mundo fora??!!! A surpresa a que me refiro, não foi daquelas que me tenha deixado eufórica apesar de já ter dado grandes gargalhadas à conta do assunto, pelo contrário tem sido um assunto super badalado, mas que me tem deixado cada dia mais preplexa...

Falo do mais recente e badaladissimo programa, A Bela e o Mons... (ohhhh perdão!!!) e o Mestre.

Não sou muito dada a futilidades, mas essa parte de mim obviamente que existe (lololo) como em toda a gente, creio eu. Talvez impelida por uma certa coriosidade morbida, dediquei-me a ver o primeiro programa e ontém uns exertos que passaram ocasionalmente. Fiquei boqueaberta....

Em primeiro lugar espanta-me o à vontade com que 8 meninas expõem a sua falta de neurónios, com a mesma facilidade que expõem os seus atributos físicos, perontus acho bem que se queiram mostrar e fazer ver ao país que são meninas bonitinhas e tal, mas ter à vontade para expor a sua real ignorância...é obra! Depois a imagem que transmitem só está a reforçar aquela ideia feita de que mulher bonita é obviamente burra e sem nada na cabeça.  

Parece-me demasiado! Chocaram-me imensas coisas, por exemplo aquela menina que não conseguia decorar as capitais mundiais, algo básico para um puto da escola primária ou ciclo preparatório...depois foi logo encalhar na capital do Japão...To...To...To...Tokyo??!! Irra Tótó é ela, pois se é bastante dada a essas coisas da moda e não sei quantas tinha mais que obrigação de saber que Tokyo é a capital do Japão e uma das mais badaladas no mundo da moda....duhhhh!!!

E depois eu é que sou loira.....???!!! Arre...

Mas é facil de entender o porquê disto, quando basta abrir as páginas dos jornais, folhear revistas e perceber que a sociedade está minada por conceitos futeis e obsuletos, quando as meninas usam celebridades decadentes para construirem uma imagem que as leve aos estrelato, que publicitam o sucesso fácil e a fama imediata. Olhando para aquelas mulheres, que de bonitas não têm nada a não ser as roupas espanpanantes e as maquilhagens milagrosas que as transformam, penso então no que será daqui para a frente, nas mulheres mais discretas e feitas de outros valores? Penso o quão dificil deve ser ter 15 ou 16 anos nos dias que correm com valores tão baixos a falarem mais alto? Penso também na qualidade do ensino e nas facilidades que hoje os jovens têm?

Olhar para uma fotografia e não saber que aquele velho de barbas e farda militar é o Fidel Castro, ou dizer que o senhor imponente, com uma peruca cheia de caracoizinhos é o Napoleão (em vez de dizer Marquês de Pombal)...irra o Napoleão tinha chapéu e usava a mão a peito???!!!!

Aghhhhh....belisquem-me digam-me que isto não é verdade??!!

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 11:31
sinto-me: De Lingua aguçada...

09
Mar 07

Enquanto a vidinha não dá a tal volta para melhor, enquanto as mudanças positivas não acontecem finalmente...aqui a Paty não baixa os braços e faz algo que já devia ter feito há algum tempo...

Pois é meu amigos, finalmente ontém começei as minhas aulas de código...

Em breve (espero eu) se tudo correr bem, serei mais uma mulher ao volante e talvez até mais um perigo constante, nessas estradas de Lisboa e arredores!!!

De facto nada melhor para comemorar o dia da Mulher do que fazer algo por mim própria, epla evolução da minha condição feminina. Até coreu bem, a escola é porreira, escolhi em Lisboa pois dizem que não há melhor para aprender a conduzir, o sistema de ensino e bastante avançado e muito simples e preceptivel, confesso...fiquei surpreendida!!!

Tudo muito moderno, arranjadinho, os métodos de ensino muito à frente com simulações em computador, até o instrutor de código era novinho e jeitosinho...contrariando assim em tudo a minha imagem distorcida dos instrutores algo velhos e um pouco sebentos (como numa escola aqui perto de mim, onde parecem todos escolhidos a dedo!!! Yuckkk).

 Sou tão mazinha quando quero...ihihihihihiih!

Mas perontus, as aulas são dadas por módulos e não há cá aulas forçadas, vai-se assitindo as várias aulas como se quer e ontém foi a minha primeira aula. Para primeiro dia não foi mau...até foi fácil confesso. Enquanto esperava e depois de ter comprado o código fiz logo um examezinho da primeira matéria e em 28 questões só errei 6...han?! Nada mau! Depois foi uma horinha só de cruzamento de veiculos e marcha atrás, prioridades, quem recua, quem avança, enfim...

Foi um fim de manhã bastante produtivo e saí de lá a pensar que afinal não é assim nenhum bicho de 7 cabeças....mas de sobreaviso, pois o instrutor frizou logo e em tom de brincadeira que a porca ia torcer o rabito no dia que iniciassemos a condução...

A ver vamos...

E o dia lá continuou agitado. Ao fim da tarde tive oportunidade de me juntar a amigos para assitir a dois desfiles de moda, no Museu de História Natural em Lisboa. Confesso que estou habituada aqueles ambientes à alguns anos, mas este ano não sei explicar senti-me incomodada. Gosto de ir ver o ambiente, gosto de perceber a organização, a produção como funciona...mas este ano não gostei! Acho que foi a confirmação de que não é ambiente para mim....

Tipo peixe fora de àgua...foi como me senti! E já não houve entusiasmo como anos anteriores, não houve vontade, nem paxorra, cansei rápido e fui para casa cedo...mas cheguei tarde porque isto de ir de transportes de um lado para o outro tem que se lhe diga!

Conclusão do dia 8 de março, dia da Gaja...dia normal como todos os outros, com a diferença que começei algo novo e cheguei à conclusão que existem ambientes que não valem mesmo a pena ir, frequentar, etc....enfim!!!

Bom Fim de Semana a Todos...

Beijinho Bom...beijinho bom!!!

 

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 11:39

07
Mar 07

Eu disse-vos que tinha uma malapáta com o mês de Fevereiro não foi...Pois eu avisei!

À parte da história do Carnaval e do dia de S. Valentim o mês de fevereiro teria sido até bastante perfeito, não fosse umas "putas" dumas curvas dificeis que me apareceram pelo meio. Ora para quem só está a aprender a conduzir agora...(lololo) a coisa torna-se dificil.

Digamos que a antevisão começou em Janeiro com pequenos contratempo parvos como a aquisição de um novo telemóvel que esperei um mês, depois a encomenda foi mal feita e no fim depois de refeito o pedido o bicinho chegou e não funcionou...isto já em Fevereiro! Daí ao resto foi um saltinho....

Desde os papás quase perderem as mini-férias (presente de natal de familia) por dor ciática da minha mãe que passou o carnaval de cama, até não aproveitarem nada porque a minha mãe apanhou valente gripe assim que chegou ao destino planeado, ao meu cão ter sido atacado e quase ter ficado deficiente de uma orelha (tadinho que há um mês que anda de funil e o gajo já não suporta estar preso e com a tola em forma de cone de gelado), ao regresso dos meus pais com a minha mãe ainda doente e com mais uma mazela, a eu ter ficado de babysiter do boby sozinha enfurnada no meio do campo este tempo todo (acompanhada aos fins de semana pelos primos, mana etc e tal), já não falando da questão das negas dos concursos de emprego e da minha licença para as aulas de condução só ter chegado esta semana por atraso de burocracias...e mais umas tragédias familias com pessoas chegadas a ser operadas e doentes, enfim...Ai foi um belo mês de fevereiro....

Até tenho medo do me reserva o resto do ano....lololo!

Mas adiante que coisas triste não pagam dividas (lololo esta foi boa)!

Pois é lá de vez em quando tive acesso ao PC lá dava uma espreitadela, mas o que é certo é não tenho tido vontade, muito menos palavras para dizer seja o que for, quer aqui quer nos vossos cantinhos que tanto gosto de ler. Às vezes penso que seria menlhor encerrar este capitulo por aqui and call it a day, outras vezes chego a pegar na caneta e no papel e tento escrever....sem sucesso! Estou numa fase algo preocupada e sem criatividade...

Também com tanta confusão nem a fotografia escapou, e começo a pensar sériamente no que me deu para pensar que até tinha jeito lololo....manias!!!!

Mas tem sido realmente um mês de reflexão em todos os sentido. Com os acontecimentos ultimos na minha vida e através de pessoas próximas dei por mim a questionar-me sobre relações mais uma vez. De um lado duas pessoas que estão juntas numa relação que eu não entendo, é notória a imcompatibilidade, os choques constantes entre os dois, o desgaste...mas parece que preferem continuar com os altos e baixos gastando energias e abdicando do seu proprio Eu para dar continuidade a uma relação que não tem a minima graça nem a minima cor.

De outro lado, uma amiga que acaba de ser mãe vive uma situação chata por causa da custodia da filha, raios estas coisas enervam-me...pensar que um parvo que a deixa com uma miúda nos braços, agora quer fazer exigências apesar de depositar todos os cuidados e responsabilidades da filha de ambos na minha amiga. Quando ela engravidou eu secretamente já temia que acontecesse...talvez ela também. A imaturidade de algumas pessoas realmente brada aos céus e se ele percebesse o pior mal que faz não é à mãe mas sim à filha?!!

Falta de coragem para ser um homemzinho isso sim...

Lembro me tão bem dele apesar de ter visto umas 2 vezes. Conheci-o a proposito de um evento onde trabalhamos todos juntos. O rapazinho tinha ar de durão, menino com olhar meio vago de quem tem vida dificil...até dava pena! A simpatia e boa disposição davam-lhe um ar diferente...de empatia! Mas a imaturidade saltava aos olhos na noite em que saimos todos para jantar e comemorar o trabalho que chegara ao fim. Eles empre tiveram "queda" um para o outro...atraídos como uma espécie de imane! Nasceu uma bébé linda...e é isso que me revolta uma miúda que não terá sossego por causa da teimosia dos adultos!

E cá estou eu armada em salvadora do mundo!

Nestas alturas dou graças por não pensar nessas coisas das relações, dos amores, a ultima vez que amei marcou-me demais para me conseguir apaixonar por alguém assim tão depressa. Hoje em dia parece-me tão dificil ver alguém com olhos de amor ou de paixão...

Coriosamente dei por mim ultimamente a ser mais expontanea, mais aberta, a falar pelos cotovelos, a minha irmã diz que para quem mal abria a boca e sofria de timidez aguda, agora falo com toda a gente, meto conversa sem medo e falo e falo...até demais acho eu! O que é bom e ajuda a conhecer gente nova e interessante e sinto-me feliz por essas pessoas falarem comigo mesmo que seja uma simples troca de emails ou uma conversa no msn.

E como a minha licença foi finalmente emitida, esta semana vou iniciar as minha aulitas de código...e não tarda vai haver mais uma maluca na estrada...se deus quizer e se tudo correr bem nas aulas e nos exames...

Ai...e março já chegou e não tarda aí a bater à porta está a Prima Vera (prima+vera =primavera...perceberam??!!)...aiiiiii e que bom com ela vêm a minha renite alérgica....aíiiii e os passarinhos, e as florezinhas...aíiiiiiiiiiiiiii....

Pessoal....

Beijos a todos, voçês estão aqui.... , obrigado pelo carinho, pelas vistas, pelas palavras, pela forcita..eu prometo que vou aparecer mais vezes e escrever mais, agora com as aulas de código pode ser que haja umas quantas pérolas para tagarelar mais!

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 18:03
sinto-me: Reflectinfo...
música: "Rebirth" - Angra

Março 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
22
23
24

25
26
28
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO