Round and Round in Circles Over Life...

28
Fev 06

venice-carnival.jpg

E assim hoje chega mais um carnaval ao fim!

Confesso que não tenho muita paxorra para estas coisas de foliões e tal...a estúpidez e falta de inteligência de algumas pessoas, leva-me a detestar esta época do ano.

Apesar de não me interessar minimamente por esta altura, confesso que até gosto da ideia do carnaval. Supostamente estes seriam dias para aproveitar, para desfrutar de bom humor, do convivio com os amigos e as pessoas em geral, tempo de diversões, de despirmos a pele do dia-a-dia e esquecer as arguras da vida.

Em miuda lembro-me sempre de me mascarar...não era nunca bem aquilo que uma criança idealizava, mas a fatiota era sempre feita com muito entusiasmo e rigor. A minha mãe tinha sempre uma ideia e lá me arranjava uma máscara mesmo á ultima da hora. Durante muitos anos lembro-me de me mascarar de palhaço...era o mais comum, nada feminino, mas era especial. Chegava a ficar horas, sentada aos pés da minha mãe e a puxar pela criatividade para incrementar a vestimenta do palhaço. Lembro-me de um ano ter tido a paxorra de fazer uma cabeleira de lã e um relogio gigante em cartão...era tudo "Home made" e ficava sempre muito engraçada.

Depois quando entrei na escola secundária a magia do carnaval acabou...deixei de ter paciência para entrar nestas coisas das máscaras e uma adolescente como eu estava mais interessada em sonhar com outras coisas do que fazer figuras tristes no meio da escola. Confesso que em casa em conjunto com uns primos ainda fazia umas brincadeiras, pintavamos a cára, punhamos uns chapéus engraçados e faziamos uns bailes caseiros para a familia.

Mas há muito tempo que não gozo o carnaval em grande!

O ano passado uma colega de curso a proposito do carnaval calhar mesmo no dia do seu aniversário, ela juntou uns amigos e uns colegas e dedicidiu fazer uma festa engraçada. Muitos mascarados, outros nem por isso...mas foi engraçado.

A minha recordação mais engraçada do carnaval foi há mais ou menos 4 ou 5 anos. Eu e umas amigas de faculdade, decidimos que esse ano era "Girls Going Wild" e lá arranjámos uma ideia para nos mascarar. Então quatro miúdas enfiaram-se no carrito de uma delas, todas vestidas de gatas e lá fomos nós para a "nite". Ainda hoje me rebolo a rir pois só tive atrapalhações com aquele fato nesse dia...

O mal do carnaval como comprovámos nesse dia é o excesso de algumas pessoas...pois por causa das bebedeiras de uns o carnaval quase se arruinou por completo e um caso sério ia acontecendo num dos locais mais badalados de lisboa. Confesso que tive medo e sem vontade de repetir a brincadeira...

Mas carnaval é diversão...por isso espero que se tenham divertido ou que ainda o façam...com conta peso e medida, tudo acompanhado de muita alegria e sorrisos!

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 15:40

25
Fev 06

[Error: Irreparable invalid markup ('<img [...] <p>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<P align=center><IMG style="WIDTH: 256px; HEIGHT: 300px" height=300 alt="kimono by Eikoh Hosoe.jpg" src="http://patyplanetaazul.blogs.sapo.pt/arquivo/kimono by Eikoh Hosoe.jpg" width=200 align=center border=0 <P></P>
<P align=center>"Kimono" by Eikoh Hosoe </P>
<P align=left>Chove...
<P align=left>Hoje sinto-me estática, presa a um vazio, a um nada, a uma solidão...
<P align=left>Eu disse que era o 8 ou 80!!! ;)
<P align=left>A propósito de um texto publicado ontem pela Princesa Virtual, dei por mim a pensar na solidão...
<P align=left>Começo a ter medo da solidão. Parece estúpido dizer isto, mas sinto que a vida me passa ao lado, que as pessoas passam deixam marcas...mas não sou sificiente para as prender, para as fazer ficar.
<P align=left> <EM>No man is an island!</EM>
<P align=left>Mas a verdade é que cada dia que passa chego à conclusão que as pessoas são solitárias, cinzentas, individualistas. Sinto uma falta enorme de ter amigos, amigos de verdade com quem possa realmente estar, sem constantemente ouvir a desculpa do namorado, da namorada, que hoje é porque vão não sei onde, amanhã porque o cão dela não sei quê, a tia dele faz anos...e por aí fora.
<P align=left>Quando isto começa a ser recorrente eu prefiro afastar-me, não sei explicar, mas prefiro seguir o meu caminho a ter que mendigar-lhes ou impingir-lhes a minha companhia. Acho muito bem que as pessoas se juntem, casem, namorem, tenham filhos e sejam felizes...fico feliz por eles e desejo-lhes o melhor. Mas não posso deixar de ficar triste com o facto de se lembrarem de mim apenas no natal, quando faço anos, na páscoa...enfim!
<P align=left>Quando tenho amigos, quando gosto de alguém de uma forma especial, sou uma pessoa diferente...gosto de me interessar por eles, gosto de saber como estão, não me importo de telefonar a saber novidades, de ir ao cinema ou apenas atravessar o rio só para estarmos 30 min. a beber um café.
<P align=left>Nunca fui de sair muito é certo, mas nunca deixei de estar lá para os meus amigos, para aqueles de quem gosto, pois para mim há muitas formas de se estar perto dos amigos...e no entanto vejo me aqui...sozinha, na altura que se calhar mais preciso de arejar de ver gente nova, de desanuviar, de rir, de conversar...
<P align=left>Há já algum tempo que venho sentindo uma solidão demasiado grande, tento combanter isso saindo, indo às minhas aulas de fotografia mesmo quando não me apetece nada e estar com os meus colegas a trocar ideias. Gosto de andar a pé e ver gente, gosto de andar por lisboa e falar em silêncio comigo mesma...
<P align=left>Hoje li uma reportagem sobre homens, solitários por sinal, com as suas profissões, com a vida estruturada, construída e que decidiam ser pais solteiros. É comum isto acontecer com mulheres, conheço alguns casos de mulheres que tomaram essa opção por variadissimas razões. Nesta reportagem em particular os homens adoptaram essas crianças e a elas se dedicam de corpo e alma, pois para eles a ideia de serem pais foi mais importante que tudo o resto.  
<P align=left><EM>Posso nunca me casar! Mas ter filhos...terei com toda a certeza!</EM> digo sempre isto com alguma convicção, mas não sei se será esse o meu destino...
<P align=left>E como se combate a solidão numa sociedade em que cada vez mais todos nos voltamos para o nosso prório umbigo e não conseguimos viver a primavera da vida em pleno? Como aprender a estar bem com esta insatisfação permanente, com este querer mais, com o facto de olhar à minha volta e ver tanta gente de olhar triste, de coração partido, de querer sorrir e não existir ninguém para partilhar o sorriso?
<P align=left> </P>
publicado por Paty a.k.a Wildflower às 15:53

22
Fev 06

balletshoes.jpg

Hoje acordei de "cara fechada" como sempre!

Tenho um péssimo acordar...

Ainda assim acordei bem disposta, como o dia...sorridente e bem disposto. Apetecia-me sair, viajar, fugir para um lugar diferente...mas a razão continua a dizer: "Paty esforça-te mais, toca a arregaçar as manguinhas e vá de mandar curriculos!!!". Bah...estou farta de mandar respostas a anuncios e nada! Mesmo assim não me deixei abater...mais um contacto, mais um curriculo...vamos ver no que dá!

Confesso que estava mesmo bem disposta...

Acordei com um sentimento de liberdade, leveza, tranquilidade. As coisas andam de pantanas e eu tento juntar as peças...não tem sido facil, reencaminhar a minha vida e seguir em frente, mas estou finalmente a ganhar alento e vontade de lutar.

Estou a ganhar consciência de muitas coisas, estou a perceber o porquê de ter acontecido tudo o que aconteceu...primeiro com o Chris H., depois com o emprego...estou sem dúvida a crescer! Procuro acima de tudo paz e tranquilidade, quero me encontrar, quero perceber o que há mais em mim que o olhos do comum dos mortais não consegue alcançar...

Quero voar...

O dia acordou bonito, apesar do frio, havia um brilho diferente...na rua andar contra o sol e sentir aquele quentinho sabia bem! Passei o dia entre os curriculos e a música da Radio do Chris H. Mantê-lo vivo de qualquer forma, ajuda-me a não esquecer que também existiram coisas boas, ajuda a manter o amor e deixar de procurar ódios para o silêncio e para a distância. Aos pouco começo a arrumar esta história toda numa caixinha do armário das emoções.

Esta é diferente...

É como a caixa de pandora...uma caixa de música, que encerra o melhor e o pior do amor. Agora mais que tudo existe uma saudade, saudade boa de um amigo especial que ficou pelo caminho, um amigo que apesar de tudo merece o meu respeito, que se calhar me conhece melhor do que ninguém, mesmo nunca ter chegado a lado nenhum...

Hoje consegui novamente sorrir com algumas recordações boas, em vez da lágrima teimosa e presistente (que aparece sempre que nele penso), sorri e ri muito deste rapaz com voz de  mel, com quem partilhei conversas tão...tão...Hoje dancei sozinha, rodopiei, cantei juntamente com as musicas e esqueci a rotina e o marasmo do dia.  

Lentamente a minha vida vai entrando nos eixos, tudo vai indo ao seu lugar...falta-me o emprego para continuar a trabalhar, para juntar uns carcanhois...e viajar! Quero viajar, preciso, desejo...viajar, viajar, viajar! Andar de mochila às costas, de mapa na mão, enganar-me no metro, sentar-me numa escada qualquer e olhar as ruas, as pessoas, a paisagem...

Recosto-me na cadeira e suspiro...

Este entusiasmo todo às vezes não é nada bom...depois o tombo é grande Paty! Mas tenho que ter alento, tenho de ter fé e olhar em frente...

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 23:06

19
Fev 06

sexyman[1].jpg


Vivo a chamada fase do obscurantismo...como poderam ver pelo post anterior, estou na fase do desespero, a idade do chumbo, em que está dificil sorri do que quer que seja. Isto está bichoso...ai está, está!! Sei que sou uma pessoa negativa por natureza, sou péssimista, sou dramática e algumas vezes auto-destrutiva...maneira que os últimos acontecimentos da minha vida não ajudaram a ganhar confiança na minha pessoa! Dei por mim a pensar em alguns momentos que aconteceram com o "Chris"...senti um vazio enorme, uma sensação de que fui roubada da minha própria alma. Percebi que errei ao decidir abrir mais, ao desabrochar, ao revelar muitas coisas intimas. Determinadas atitudes que tive, conversas carinhosas, mimos que troquei, na altura souberam pela vida, mas hoje...hoje olho para eles com alguma vergonha, pudor, tristeza. Sinto que o entregar-me a esta amizade (porque disso não passou) me roubou muita energia, me roubou a minha alegria e aquilo que havia de bom. A sensação de vazio é enorme!

Anyway...

 Depois de ler os comentários dos meus queridos amigos da blogoesfera (aos quais agradeco e mando um xi-coração bem apertado), confesso que me senti mais animada e até sorridente e dei por mim perdida em pensamentos estranhos...nunca tinha realmente pensado no tipo de homem que realmente quero para mim! Até aqui deixava me levar apenas pela emoção...

Com que tipo de homem sonho eu??? LOLOLO...

Neste momento rio-me para mim mesma e um pensamento sarcástico vem-me à cabeça: DAS!!! Quero que eles se juntem todos, formem uma fogueirinha, acendam um fosforozito e...BOOOMMM BURN IN HELL!!Perdoem-me meus amigos que me lêem e que deixam mensagens sempre tão queridas, mas não resisti!!!

Pois não sei...a verdade é que não tenho nenhum protótipo, não há nenhum perfil pré-definido ou estabelecido, mas confesso que existem algumas coisas que aprecio tanto num homem como numa mulher e sobre as quais meditei. Em primeiro lugar penso que a simpatia, o primeiro impacto, o cativar...quem vê caras não vê corações, é certo, mas o primeiro impacto que se tem de alguèm é sempre importante. Fisicamente não tenho preferências...a tendência sempre foi para os espécimes louros e de olhos claros, mas com o tempo isso foi-se dissipando. Acima de tudo, desde que tenha a aparência cuidada, apresentação agradavel (não precisa ser bem vestido com roupas caras e ser todo fashion), mas que se olhe e veja que o rapazito não acabou de sair da cama e enfiou a primeira coisa que lhe veio à mão, especialmente não há cá camisas azuis bébé (private joke ;P), fatos de treino e coisas do género. Tenho que confessar que tenho uma pancada por rapazitos com um cabelo bonito, se comprido e bonito melhor...desde que obviamente já tenha saido da idade do armário e não tenha medo de lhe dar umas valentes tesouradas de vez em quando lololololo ;)

Hhmmm...que mais? Convém que o rapaz tenha o cérebro no seu devido lugar e não uns centímetros a baixo do pescoço e outros tantos acima dos joelhos, tem de obviamente ter uma certa cultura geral, não quero que apenas abra a boca quando se fala de futebol, (assunto que obviamente qualquer cromo da bola doninará com eximia astúcia), tem de gostar de sair, de conviver, de me aturar, tem de saber ir a uma tasca para um bom petisco, ou então levar me a um sushi lounge, para me deliciar com um bom sashimi...não se importar de ir ao rock in rio um dia ver metalica e dias depois ir novamente para ver alicia keys, tem de saber ouvir, não ter medo de ouvir um EU AMO-TE!, não se importar com os meus mails dengosos, os poemas carinhosos e os mimos que dou. Alguém que goste de exposições de arte, assim como de ir ao futebol a ver me fazer figura de goofy (especialmente do sporting pois tá claro), que não seja menino da mamã e dependente das mulheres anciãs da familia (private joke lololo), que não passe a vida enfiado no ginásio e que faça disso o seu hobby principal (another private joke ;p), que consiga ver mais além da sua insegurança e não deixe escapar uma mulher que o aceita mesmo tendo todos os defeitos que tiver, pelo simples facto de ter receio do compromisso...humpf aghhh esta é mesmo daquelas duhhh!!!

 Acima de tudo...quero um homem que me consiga fazer sorrir, que me respeite, desperte o desejo, a sensualidade, que seja fogoso e carinhoso embora não o mostre, que goste deste meu jeito atrapalhado, esquezito, esta minha forma estranha de estar, que seja frontal e diga aquilo que pense, verdadeiro, ponderado, responsavel...um amigo que ultrapassa a barreira da amizade, que se torna cumplice e que está lá nos momentos certos.

Acho que estou a pedir demais???!!! E a voçês não vos parece???

Ai ai ai...

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 22:55

16
Fev 06

fairyindespair[1].gif


Desespero...


Não consigo esconder mais, partiu-se a máscara do "está tudo bem"...não! Não está tudo bem! Tem sido uma tortura estes dois meses, tem sido um vazio enorme, uma frustração.

Páro e tento escutar o meu coração...houve dias em que conseguia ouvi-lo, houve dias em que apesar da tristeza eu ainda o consegui escutar...sentir! Agora é um vazio...

Sinto-me sufocar...

Queria muito poder pegar no telefone e mandar-lhe uma sms só para dizer que penso nele, só para dizer que estou aqui...mas já lá vão dois meses a distância aumenta, o silêncio corta e a frieza da indiferença parece impedir que a vida continue.

Se fosse há pouco tempo atrás, já teria enviado a sms, teria seguido a minha impulsividade, teria esquecido tudo e teria enviado algumas palavras carinhosas...sem nada esperar em troca! Hoje algo me impede...

Sinto-me sufocar...com as palavras dele que recordo e que me enchem os olhos de àgua. Passei o dia de coração apertado, não consigo sorrir...

Como estará ele? Será que ainda faço parte dos seus dias?

Sinto-me tão vazia...

Insignificante...

Depois tudo na minha vida parece estar de cabeça para baixo! A merda do país em que vivo, a dificuldade de arranjar emprego, o ter que arranjar emprego, a expectativa dos outros, a frustração de não se poder trabalhar no que se gosta...

O tempo passa, os dias passam e eu vejo me envelhecer...trancada em casa com dois pais que cada vez estão mais velhos, que me começam a preocupar-me, o sentir-me isolada...o ùltimo dos moicanos, aquela que ainda não conseguiu dar o salto e tornar-se independente...

Estou tão cansada desta guerra...tão cansada desta luta, de carregar as armas, de ser críticada, de não desistir, de ter esperança...tou cansada de estar assim

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 22:14

15
Fev 06

cows.jpg



Tou de ressaca!!!

Que enjoou...

Hoje não me apetece falar de lamechices, de coisas tristes e desamores... Não me apetece recordar o dia de ontem e relembrar que passei mais um ano na mesma! Tenho sempre a esperança que seja o ultimo...mas não! Engano me sempre...sou uma tótó!!!

Dado os ultimos acontecimentos mundiais...e para os mais louros, distraidos, cabecitas na lua "or so ever"...estou a falar da revolta dos muçulmanos contra os cartoons nórdicos. Hoje decidi pensar alto sobre o assunto!!!

Ora pois muito bem...1ª constatação: os senhores ficaram ofendidos!!! Pois talvez até compreenda uma ofensa a algo que se considera sagrado, mas caramba...haja muita falta de humor! É certo que estes fulanos extremistas, nunca foram muito dotados de sentido de humor, muito menos o tipico humor nordico, meio britânico, às vezes "nonscense" que eu adoro!

Agora o que me faz confusão (e muita diga-se de passagem) é a ira dos senhores que já dura á dias e dias e dias....foge! 2ª constatação: os fulanos são de vistas curtas e demasiado extremistas. Penso que bastaria uma simples condenação pública por parte das altas autoridades muçulmanas, dizendo qualquer coisas como que estão ofendidissimos blábláblá e tal...e que não compactuam com insinuações profanas do norte europeu. Prontos e assunto encerrado.

Mas não...3ªconstatação: a mim quer me parecer que estes senhores arranjaram mais um pretexto, e diga-se de passagem muito mesquinho e sórdido para poderem andar a queimar bandeiras e por bombas onde lhes dá na real gana. Ou será que estou a ver mal???!!!

Eu sei que é uma ofensa e que o alvo escolhido é um idolo sagrado, e que é uma questão cultural e isso tudo...mas senão vejam bem!!! Que diria a Senhora Margaret Tatcher caricaturada mais de 500milhões de vezes, a realeza inglesa que já foi achincalhada de tudo e mais algo coisa, os desgraçados dos judeus com cartoons sádicos e humor negro, o próprio jesus cristo...e agora que atire a primeira pedra quem nunca contou uma piadinha do senhor pendurado na cruz??!!

A minha questão meus amigos é simples...será isso motivo para se iniciar mais uma guerra? Será isso motivo para o senhor do Irão (burro que nem uma porta diga se de passagem) proferir declarações escandalosas e colocar em dúvida o crime contra a humanidade que o "porcofascista" do Hitler cometeu durante tanto tempo? O holocausto não foi brincadeira meu amigo...morreram milhares de pessoas, torturadas, massacradas, humilhadas...muitas delas sobreviveram e no entanto não andam por aí a espalhar bombas por esse mundo a fora!  

Irra....não há paxorra que aguente!!!

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 19:51

13
Fev 06
HOLD ON TO MY HEART (W.A.S.P.)


Video Code provided by VideoCodeZone.Com


 


Por vezes tudo aquilo que precisamos, é apenas de uma mão para segurar e um coração para nos entender...dificil é encontrar o caminho até aquele alguém que um dia nos encantou e prendeu o nosso olhar.


Dedicated to someone i adore! 


 


 

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 17:28

09
Fev 06

willa-ford-pussycat-doll[1].jpg

Tenho a fama de ser 8 ou 80...

Dramática, inconstante, insegura...bláblábláblá!!! Ele podia-me ter dado uma novidade diferente (eu sei o que a casa gasta)...mas não, ele fez questão de me lembrar disso aquando da nossa tão famosa discução. Adiante...

Ontém já tudo dormia e eu especada a olhar para o tecto e as horas a  passar...raisparta o sono que não chega!!! E pus-me a pensar se serei mesmo o 8 ou 80???? Hmmm...

Abri a gaveta da mesinha de cabeçeira e "saquei" de lá de dentro o discman...a dificuldade estava mesmo em escolher um cd...um estilo de musica, algo que me fizesse adormecer...

Das duas três...

Ou escolhia um entre muitos dos meus cds/ compliações caseiras de hits de rock e hard rock dos anos 80 e 70, e neste caso teria que ser um bem lamechas, com bandas como os Journey, Whitesnake, Bon Jovi, e outros lamechas que tais (mas bem giros por sinal!!! Ehehe).

Ou então recorria à minha curta colecção de cds de R&B e Soul...com sorte e escolhendo os mais calminhos, adormeceria num instante...assim tipo Brian McKnight, Mariah Carey, Craig David...por ai!!!

Como estou um bocadito farta da minha coleção de Hard Rock e como para variar, sempre que a ouço, lembro me de um certo alguém e acabo debulhada em lágrimas (sim porque o rapazito é dado a estas coisas do Hard & Heavy e soube muito bem dar-me a volta por ai....), acabei então por optar pelo R&B e ver se finalmente adormecia.

Pus o meu mais recente cd do Craig David e enrosquei-me na caminha...continuei a olhar pró tecto e nada! Gosto mesmo deste tipo...o som é mesmo bom! Só me vinha à cabeça uma vontade quase frenética de me vestir e sair para dançar...Há tanto tempo que ninguém me leva a um sitio para dançar!!!

Não sou muito dada a essas coisas de Disco's e semelhantes, gosto mais de um bom bar, com boa musica e ambiente acolhedor...daqueles que podemos conversar e estar sem haver grandes agitações. Mas ontém apetecia me dançar...soltar a franga...sacudir o corpinho e abanar o capacete!

Sim sou 8 ou 80!!! Ehehe...tanto ouço hard & Heavy e solto a besta fria e indiferente que existe em mim...como ouço R&B e Soul e desperto a mulher sensual, quente, apaixonada, mulher que apesar de se olhar ao espelho e ter consciência de que não é uma estampa...é uma mulher cheia de fogo, de desejo, mulher que gosta da simplicidade, mas que também é vaidosa.

Ai...Ai...

Ainda deve estar para nascer o homem que me tirar de novo o folego, que me chame e puxe para dançar, que olhe para mim e veja uma mulher sexy e bonita, em vez duma muida simples e complicada!!!

   

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 16:40

07
Fev 06

lonley[1].jpg


A discução foi feia...descontrolei-me e agi que nem uma possessa. Ele gritou também, incredulo, tentando se desculpar...tentamos conversar, no meio de toda a exaltação tentámos explicar coisas, mal entendidos...os olhares ao telefone não se vêm e ele não viu a tristeza dos meus olhos cor de mar.

"Paty...é melhor darmos um tempo...deixar a poeira acentar..." - disse ele.

"Não..." - a voz tremula, os nervos deixavam-na arrastada quase drogada, inebriada e envolvida numa dor cortante.

"Se calhar mesmo é melhor ficarmos por aqui..." - Disse-lhe contendo as lágrimas.

"Achas mesmo que é o melhor???..." - disse me novamente.

"Não sei..."

O resto é o que se  sabe. Desejámos felicidades um ao outro, não houve tempo para goodbyes, nem para um "foi bom mas é melhor ficarmos por aqui"...mais uma vez tudo ficou em aberto, so houve a certeza de que ele gostava de falar comigo. Falar...

Há dias em que não me lembro de nada, há outros em que esta estupida discução não me sai desta cabecinha loira...Aghhh!!! Esqueçe mulher!!! E não consigo mesmo esquecer...por varias razões. Não consigo compreender onde se enfiaram 2 anos de sucessivas sms, de suposta amizade, de atenção, carinho, de apoio mutuo em momentos menos bons...já nem penso no amor. Por incrivel que pareça o que mais me magoa e sempre magoou foi sempre a distância.

No fundo eu sabia que ele poderia não corresponder exatamente à minha expectativa, mas ele próprio dizia que amizade e um carinho especial eram garantidos...eu sei que eu quiz demais, mas caramba, quem troca conversas como nós trocámos, quem tem atitudes como nós tivemos...ao menos a amizade devia prevalecer a tudo isto???!!! 

Agora os dias passam e a distância aumenta...quem é aquela pessoa afinal??!! Quem é o Chris H.? O que é que aconteceu este tempo todo?...Pergunto a Deus o porquê, pergunto me se houve alguma vez, por instantes sequer que ele tenha realmente sentido o meu amor? Eu gosto de acreditar que sim...ajuda-me a manter o respeito e admiração pela pessoa que eu sei que é.

Os pequenos sinais vão rariando...eu sei que o mais provável e estar a seguir a vida dele e a ser feliz, assim como eu luto pelo mesmo...

Mas ainda penso, ainda fecho os olhos e  ouço a voz calma e doce, ainda continuo a torçer para que ele esteja bem...e o pior é a certeza de que não vai existir ninguém que consiga desatar o desejo e soltar o beijo tão ardentemente como ele.

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 00:57

02
Fev 06
Caros amigos e amigas da blogosfera,

Criei este meu blog o ano passado, sinceramente e à semlhança de muitos não sei bem porque o fiz...Mas o certo é que me tem dado prazer, escrever, pensar alto, falar sobre tudo e sobre nada, e o mais importante ter o prazer de saber que sou lida, por pessoas que de alguma forma me acham alguma "piada" ou que simplesmente se identificam com aquilo que digo.
Tem me ajudado imenso digos vos já!
E para todos o meu muito obrigado e um abraço do tamanho do mundo!

Anyway...

mas se esta é a minha casa, uma espécie de diário, o meu muro das lamentações como digo brincando...e por isso mesmo decidi criar um outro espaço dedicado ao meu hobby preferido...a fotografia.
Assim, em "Só Um Olhar" vou vos mostrar fotos que me encheram o olhos, vou falar de alguns fotografos e coisas ligadas à fotografia...ou simplesmente vou fazer com que essas imagens falem por si...e por mim pois tá claro!

Espero que gostem!

SÓ UM OLHAR....http://soumolhar.blogspot.com.

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 14:58

Fevereiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
17
18

20
21
23
24

26
27


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO