Round and Round in Circles Over Life...

28
Jan 06

memoirs1[1].jpg

Onde foi que perdi o norte? Houve dias em que tinha a certeza do meu rumo, dias de confiança, dias em que sabia perfeitamente para onde ir, que coisas fazer, até onde caminhar...

Hoje dou por mim à espera...

"Quem espera sempre alcança!" dizem os antigos, mas o tempo tem me ensinado que a espera é em vão. Pensei que o tempo tudo levava, tudo curava, tudo esquecia...mas não! Não brinco com a minha vida...posso não aproveita-la ao máximo e perder algumas oportunidades, mas não brinco com ela, muito menos com a de ninguém! É dificil erguer a cabeça quando começamos a perceber que afinal não passámos de um nada...é dificil perdoar e perceber que apesar de termos ficado marcados e para sempre magoádos...afinal somos nós que detemos o papel de bestas despresíveis e somos odiádos! Não desprezo...nem ao meu maior inimigo, pois o desprezo é aquilo que mata o que corroi e destroi o ser humano! Sinto-me como uma Geisha...mulher, escrava, usada, despresivel, objecto de prazer, aquela que seduz, que conquista, que fascina...mas que só serve para uma noite!

Onde está a outra Paty??? Aquela que era refilona, que todos chamavam de resingona, o furação que mandava tudo à outra parte e passava a frente sem olhar a quem??? Que é feito da frieza, da indiferença, da capacidade de dar a volta por cima? Neste momento era aquilo que mais precisava, frieza, indiferença, o furação que existia em tempos...para bater de vez com a porta e dizer-te chega ou adeus!

Não compreendo a mania de algumas pessoas, gostarem de coleccionar "pessoas-objecto", supostos amigos e amigas intimas a quem se recorre como ao botão da luz...

E eu...

Eu?...

Silêncio, vazio, nada...

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 22:46

25
Jan 06

National Ballet of Cuba by Munoz.jpg

The National Ballet of Cuba, foto by Munoz.

 

 Madrugada...

A luz ténue e macia, brotava no meio da escuridão da noite...em poucas horas a manhã despertaria e tu acordarias para mais um dia. De mansinho entrei...

Sorri. Escondida no recanto perto da janela mirei tudo ao meu redor...o rádio ficara ligado, a musica melancólica, calma, transformava o ambiente calmo e acolhedor do teu quarto. Do recanto vi te deitado, num sono profundo, quase encantado...

Expressão tranquila de serenidade, parecias sorrir...Deitado de barriga para baixo, o corpo desnudo (como gostas de dormir solto e livre), observei cada cotorno, a nuca, os ombros fortes bem deliniados, os braços, as mãos grandes, as costas lisas mas suficientemente musculadas, o tom imaculado da tua pele. Aproximei me devagar, com receio que me ouvisses. Do teu lado fiquei mais alguns instantes, comtemplando esse rosto sereno, os lábios de mel doces...

Eis senão quando vejo o nascer do sol...acaricei-te subtilmente a face e baixinho disse te: "bom dia meu principe!"

Como poeira, desapareci...vi-me flutuar como um campo de energia magnética e fundir me com as mil particulas dos raios de sol. Com o coração cheio, carregado de emoção, consegui ser mais forte que a tristeza e a dor de não te poder ter...e segui o meu caminho com um sorriso!

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 19:36

23
Jan 06

pride-and-prejudice-poster-0[1].jpg

Adoro Cinema..adorooo! Ontem domingo de eleições não suportei ficar em casa, sendo constantemente bombardeada com o mesmo e aproveitei a bela tarde para ir ao cinema.

A melhor companhia para cinema é sem dúvida a minha irmã, (os meus amigos e restantes familiares que me desculpem e não se sintam menospresados, mas ela entende me como ninguém) e claro que a escolha não podia ter sido melhor..."Pride & Prejudice" o célebre livro de Jane Austin conhece desta vez a sua melhor adaptação (na minha modesta opinião tá claro!).

Quando entrei naquela sala, não pensei sair tão satisfeita, tão impressionada, de todos os pontos de vista...achei bastante realista, um guarda roupa muito bem concedido, em termos fotográficos e de imagem foge muito ao tradicional hollywoodesco e o argumento, que até poderia tornar-se um pouco chato, acaba até por nos fazer rir em muitos momentos.

Sem duvida a não perder, apesar de ser mais um daqueles filmes cujo tema é o amor, é um retrato fiel de uma época cheia de contradições...onde incrivelmente podemos apontar muitas semelhanças à sociaedade actual.

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 15:49

20
Jan 06

shirts_nerd[1].gif


Nerd! Geek! Dork...

Gaja Burra, Tótó, Ingénua, Croma de Serviço...com espirito de Madre Teresa de Calcutá!!! Dass...

Há dias em que parece que tiro as lentes cor de rosa e consigo enchergar melhor!!!

Bah!!!

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 16:59

19
Jan 06

[Error: Irreparable invalid markup ('<img [...] <p>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<P align=center><IMG height=120 alt=CAX4GNDP.jpg src="http://patyplanetaazul.blogs.sapo.pt/arquivo/CAX4GNDP.jpg" width=150 border=0
<P align=center> 
Desculpem me o desabafo mas o país não anda mal...anda péssimo! PÈSSIMO!!!
<P align=center>Para quê tanto tempo, tanto dinheiro, tanto investimento pessoal, queimar pestanas, livros calhamassos, tecer considerações, aprender a ser crítico, ver o mundo com outros olhos...para no fim ser mais um número!
<P align=center>O país não anda mal...anda mais do que isso, anda estupido, repleto de gente interesseira, corruptos, mentirosos que não têm mais do que fazer senão olhar para o próprio umbigo e passam os tempos livres em jogos de estratégia, batalhas de soldadinhos de chumbo e mentiras vergonhosas!
<P align=center>Leis que não funcionam, estrutras obsuletas repletas de funcionários cheios de maus hábitos, falta de cultura geral, de cívismo, de competência naquilo que se faz...
<P align=center>Descontentamento, frustração, falta de norte é o que me preenche neste momento...falta me a vontade de lutar, falta me a certeza do rumo certo a tomar, estou sem saber por onde começar, para onde me virar...
<P align=center>E já lá vai quase um mês...
<P align=center>&nbsp
publicado por Paty a.k.a Wildflower às 16:42

15
Jan 06

beavis_and_butthead_headbanging[1].gif


Ai...já la vai o tempo! Sem preocupações...headfones...sempre a rasgar!!! O look meio metal, meio grunge...o cabelo grandão, a paixão pela música, a escrita, o meu lado mais solitário, quase alienado do mundo...

Para quem curte o género aqui fica a dica de um site muito fixe onde podem relembrar as velhinhas musicas e as novidades do mundo do hard & heavy.

Pure Hard & Heavy Metal Radio  http://radiohomepage.no.sapo.pt

 

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 16:04

13
Jan 06

confusa.jpg



Penso que em determinado percurso das nossas vidas nos sentimos confusos...seja em relação ao rumo que tomamos, à nossa carreira, às pessoas que amamos, àquilo que somos...temos aquelas fases, em que tudo parece sair fora dos eixos.

Hoje vinha pela rua...enfiada na minha concha e a falar com o meu coração, e senti algo estranho, algo que acho que nunca senti...senti me constrangida, embaraçada, confusa! Parece estranho e confuso...mas passo a explicar:

 O meu ano, em termos amorosos, não terminou muito bem...e para além de ter "perdido" aquele amor que mexia muito comigo, acabei também por perder o amigo. Já lá vão 2 meses e eu ainda penso, ainda me sinto algo culpada, ainda me sinto magoada...mas também já perdoei! Há poucos dias o "Chris H." deu sinais de vida...como costumava e muitas vezes fazer...deixou me um pequeno sinal no MSN, como quem diz..."Estou Aqui!". Confesso que às vezes ficava furiosa, pois o tempo que passavamos sabia a pouco...mas nesse dia fiquei surpresa, fiquei feliz. Dias depois deixei lhe também um sinal no MSN e para meu espanto ele ligou me...mais uma vez e dado a hora que foi não ouvi o telemovel tocar, fiquei triste deste desencontro mas deixei lhe novo sinal.

"Vemos-nos" todos os dias no MSN, mas ainda assim e depois destes sinais continuamos assim num silêncio profundo, num jogo surdo, daí o meu constrangimento...a minha confusão! É daquelas situações que não sei como agir, o amor existe, talvez não da mesma forma, nem com a mesma intensidade...agora sim mais do que tudo existe a amizade e permanece o respeito pela pessoa, apesar de tudo! Talvez ele sinta o mesmo, talvez não? Talvez tenha apenas tido vontade? Talvez tenha sido só um impulso? Não quero pensar...

Gostava de puder ter o poder de saber agir adequadamente, se calhar os sinais não querem dizer nada, não sei!!! Mas também não quero que ele pense que me estou nas tintas, que estou a ignorar e também quero lhe mostrar que eu sou mais do que a menina complicada com quem ele não sabe muito bem lidar. Acima de tudo gostava de preservar esta amizade...

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 16:41

11
Jan 06

duh_Garfield[1].jpg


Pois é 2006 entrou, não tarda chegamos a meio do mês de janeiro, continua um frio de rachar...e invariavelmente acabo sempre por reflectir sobre o ano que ficou para trás. Ontem á noite, depois das minhas belas aulitas de fotografia, fui "xonar"...mas o belo do sonito nem sinal! Para variar a minha cabecita começou logo a lembrar se de vários episódios de 2005 entre eles este que me deixou preplexa pela sua estupidez...

Creio que todos já devem ter tido aqueles momentos na vida, seja no emprego, na rua, no autocarro, no café...etc., em que presenciaram uma conversa ou afirmação que nos deixa preplexos, por variadissimas razões. Pois é...a mim aconteceu-me no meu EX-local de trabalho, com uma coleguinha parvinha e muito para além de loira (Atenção!!! E eu não tenho nada contra as loiras, pois eu propria sou meia loira e natural...lolololo).

Então a menina em causa, em conversa com outra colega de serviço às tantas lembra se e diz:

- "Olha sabes aquela minha amiga que está nas forças armadas??" - a outra com ar de espanto diz:

- "Sim, sei...o que é que tem?"

- "Acreditas que ela se voluntariou para ir para o Iraque numa missão, para um daqueles hospitais de campanha".

- "Sim!!!??? Mas ela era enfermeira certo!!??" - responde a outra.

- "Sim exato! Tu vê la...que ela teve aqui em Portugal desterrada não sei a onde, não sei quanto tempo e agora vai para lá como voluntária. Acreditas nisto, ela é mesmo maluca!"

- "Maluca não, ela lá achou que devia ir...que queres!" - responde a colega num tom enfadonho.

- "Pois para além de maluca, ela foi muito esperta...vai ganhar uma pipa de massa que não te passa pela ideia!!!" - ao que a outra respondeu:


-"Já te passou pela cabeça que ela tinha ido só pelo espirito da coisa e que o dinheiro seja secundário???"

Duas secretárias à frente estava eu, que fiquei pedrificada com tamanha estupidez de conversa...a outra colega lá lhe fez ver que para além do dinheiro o motivo mais forte da tal amiga seria realmente a vontade de ajudar, o espirito militar, de desafio e o auxilio aos mais necessitados. Mas aquela conversa marcou-me. Bom, é certo que militares nestas situações recebem e bem, mas também se arriscam, também dão muito de si e da sua vida a pessoas que nunca viram e que passam por situações terriveis. Neste caso e pelo que pude perceber a tal rapariga que pertencia a uma força militar e cuja especialidade era a àrea da saúde, iria deslocar-se para o iraque para um hospital local onde prestaria auxilio a refugiados e populações carenciadas, sabe-se lá em que condições...

O que me irrita e muito é esta tendência das pessoas fazerem considerações à cerca da vida dos outros e julgar as pessoas, quando não têm sequer nível para o fazer. Se não fossem pessoas como esta rapariga que se voluntariou para ir para o Iraque, inumeros países não teria a ajudam humanitária que tanto necessitam...

A todos aqueles (sejam cívis ou mílitares) que partem para África, para o Iraque, seja para onde for em prol da causa humanitária...o meu bem haja!

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 16:53

10
Jan 06

photo_leibovitz05[1].jpg


Foto by Annie Leibovitz


Estou numa fase demasiado introspectiva...ando de novo metida dentro da minha concha, tentando esquecer do mundo que me rodeia. Sempre fui uma pessoa algo solitária, ainda que socialvel, sempre gostei de me divertir, mas nunca fui muito de sair, de me juntar na confusão...preferia o meu canto a pessoas ou grupos que não me diziam nada. Talvez por isso não sou pessoa de grande amigos, são poucos...mas bons! Pois é...e neste momento, sinto por vezes a necessidade ou vontade de sair, de me misturar nas ruas cheias de gente e perder me no meio da confusão.


Muitas coisas têm ajudado a este meu estado, o facto de não ter emprego, o estar em casa permanentemente sem saber que caminho seguir, a crise em que mergulhou este país, as descrença nas pessoas, o facto de me sentir isolada, de olhar à volta e ver os amigos afastarem-se para construir a sua vida e um amor impossivel que não esquecerei nunca...


 Tudo isto tem me tornado algo calada, isolada, introspectiva, algo instável e até irritável, deixei para trás a melancolia, acabaram-se as lágrimas e gerou se em mim um profundo silêncio...agora falo comigo mesma, tento equilibrar me e por as ideias em dia. Continuo com a minha vidinha e não deixo de sair e me divertir, pois a vida não pára e também é preciso ver o "bright side of life".

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 18:05

06
Jan 06

stars.jpg



A noite chega de mansinho e com ela a calmaria e a paz do anoitecer. O céu fica finalmentte limpo e as nuvens dão uma trégua à beleza das estrelas que nos espreitam com coriosidade. Um céu estrelado mágnifico vejo nascer diante dos meus olhos e um sorriso estampar-se no meu rosto..."Há quanto tempo não via eu um céu assim tão estrelado?" (digo para comigo). Sempre que aqui venho, um local perto de lisboa, mas no campo onde me vejo rodeada de verde e onde ouço o cântico repenicado dos passaros todas as manhãs...um local que apesar de começar a ficar mais movimentado do que habitual, ainda tenho o privilégio de observar as pequenas maravilhas da natureza, que geralmente a cidade com toda a sua agitação e luzes, não permite encontrar. Orion, a minha constelação favorita, mostra (segundo dizem) a figura de um bravo homem ajoelhado de cinturão e espada; a ursa maior e a menor logo ao lado...a cassiopeia, que ora me parece um W ora um M consoante rodopio, vejo a estrela polar imponente e brilhante e tantas outras estrelas que povoam o céu. Não percebo grande coisa de astronomia, mas olhar para um céu como este traz me muitas emoções à flor da pele, faz me sentir pequenina, esmagada pela imensidão que se espante acima de mim... Em silêncio, fico de nariz no ar a olhar para elas e a minha mente enche-se de pensamentos e desejos para 2006...

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 14:52

Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
14

16
17
18
21

22
24
26
27

29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO