Round and Round in Circles Over Life...

29
Set 05

images[76].jpg

Cansada de tudo o que não se passa na minha vida, procurava algo que me desse alento, que me desse força e certeza de que aquilo que me dizia a cabeça era o caminho certo...mais uma vez abri o site do meu autor favorito e deparei me com um texto magnifico que me deu as respostas para aquilo que eu precisava...

 

"Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais
importante que a velocidade.

Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.

Mais tarde, mude de mesa.

Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.

Depois, mude de caminho, ande por outras ruas,
calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.

Tome outros ônibus.

Mude por uns tempos o estilo das roupas.

Dê os seus sapatos velhos.

Procure andar descalço alguns dias.

Tire uma tarde inteira para passear livremente
na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos
passarinhos.

Veja o mundo de outras perspectivas.

Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.

Durma no outro lado da cama...

Depois, procure dormir em outras camas.

Assista a outros programas de tv, compre outros jornais...

Leia outros livros, viva outros romances.

Ame a novidade.

Durma mais tarde.

Durma mais cedo.

Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.

Corrija a postura.

Coma um pouco menos,

Escolha comidas diferentes,

Novos temperos, novas cores,

Novas delícias.

Tente o novo todo dia.

O novo lado, o novo método, o novo sabor,
o novo jeito, o novo prazer, o novo amor,
a nova vida.

Tente.

Busque novos amigos tente novos amores.

Faça novas relações.

Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida compre pão em outra padaria.

Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.

Escolha outro mercado...

Outra marca de sabonete, outro creme dental...

Tome banho em novos horários.

Use canetas de outras cores.

Vá passear em outros lugares.

Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.

Troque de bolsa, de carteira, de malas,
troque de carro, compre novos óculos, escreva outras poesias.

Jogue os velhos relógios, despertadores.

Abra conta em outro banco.

Vá a outros cinemas, outros cabelereiros,
outros teatros, visite novos museus.

mude.

Lembre-se de que a vida é uma só.

E pense seriamente em arrumar um

Outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno,
mais humano.

Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as.

Seja criativo.

E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa, se possível sem destino.

Experimente coisas novas.

Troque novamente.

Mude, de novo.

Experimente outra vez.

Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.

O mais importante é a mudança, o movimento,
o dinamismo, a energia.

Só o que está morto não muda!

Repito por pura alegria de viver:

A salvação é pelo risco,
sem o qual a vida não vale a pena!!!

Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais
importante que a velocidade.

Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.

Mais tarde, mude de mesa.

Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.

Depois, mude de caminho, ande por outras ruas,
calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.

Tome outros ônibus.

Mude por uns tempos o estilo das roupas.

Dê os seus sapatos velhos.

Procure andar descalço alguns dias.

Tire uma tarde inteira para passear livremente
na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos
passarinhos.

Veja o mundo de outras perspectivas.

Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.

Durma no outro lado da cama...

Depois, procure dormir em outras camas.

Assista a outros programas de tv, compre outros jornais...

Leia outros livros, viva outros romances.

Ame a novidade.

Durma mais tarde.

Durma mais cedo.

Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.

Corrija a postura.

Coma um pouco menos,

Escolha comidas diferentes,

Novos temperos, novas cores,

Novas delícias.

Tente o novo todo dia.

O novo lado, o novo método, o novo sabor,
o novo jeito, o novo prazer, o novo amor,
a nova vida.

Tente.

Busque novos amigos tente novos amores.

Faça novas relações.

Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida compre pão em outra padaria.

Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.

Escolha outro mercado...

Outra marca de sabonete, outro creme dental...

Tome banho em novos horários.

Use canetas de outras cores.

Vá passear em outros lugares.

Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.

Troque de bolsa, de carteira, de malas,
troque de carro, compre novos óculos, escreva outras poesias.

Jogue os velhos relógios, despertadores.

Abra conta em outro banco.

Vá a outros cinemas, outros cabelereiros,
outros teatros, visite novos museus.

mude.

Lembre-se de que a vida é uma só.

E pense seriamente em arrumar um

Outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno,
mais humano.

Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as.

Seja criativo.

E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa, se possível sem destino.

Experimente coisas novas.

Troque novamente.

Mude, de novo.

Experimente outra vez.

Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.

O mais importante é a mudança, o movimento,
o dinamismo, a energia.

Só o que está morto não muda!

Repito por pura alegria de viver:

A salvação é pelo risco,
sem o qual a vida não vale a pena!!!"

Edson Marques

http://mude.blogspot.com/

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 20:57

28
Set 05
bear[1].jpg

Hoje voltaste a entrar nos meus dias como há muito não acontecia...apesar da distância e do gelo em que nos encontramos mergulhados, acordei contigo no meu pensamento, e assim me deixei ficar mergulhada durante o resto do dia...são tantas as lembranças bonitas e os momentos inesqueciveis...
Gostava que soubesses como ainda sinto um carinho enorme, que tento transformar o meu amor por ti numa energia positiva, em pensamentos bonitos, em fé e esperança de que um dia consigas ser feliz!
A solidão monstruosa (que vive lado a lado com este amor e esta paixão especial), não impede que eu continue a ver-te como um principe...alguém muito especial com muitas qualidades e maneira de ser muito bonitas.
I'm sending an S.O.S of love to someone I adore...

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 22:48

23
Set 05
baiser[1].jpg


Existem momentos em que gostaríamos muito de ajudar a quem amamos muito, mas não podemos fazer nada. Ou as circunstâncias não permitem que nos aproximemos, ou a pessoa está fechada para qualquer gesto de solidariedade e apoio.
Então, nos resta apenas o amor. Nos momentos em que tudo é inútil, ainda podemos amar - sem esperar recompensas, mudanças, agradecimentos.
Se conseguimos agir desta maneira, a energia do amor começa a transformar o universo a nossa volta. Quando esta energia aparece, sempre consegue realizar o seu trabalho.
"O tempo não transforma o homem. O poder da vontade não transforma o homem. O amor transforma", diz Henry Drummond.
Li no jornal sobre uma criança, em Brasília, que foi brutalmente espancada pelos pais. Como resultado, perdeu os movimentos do corpo e ficou sem fala.
Internada no Hospital de Base, ela foi cuidada por uma enfermeira que lhe dizia diariamente: "eu te amo". Embora os médicos garantissem que não conseguia escutá-la, e que seus esforços eram inúteis, a enfermeira continuava a repetir: "Eu te amo, não esqueça".
Três semanas depois, a criança havia recuperado os movimentos. Quatro semanas depois, voltava a falar e sorrir. A enfermeira nunca deu entrevistas, e o jornal não publicava seu nome - mas fica aqui o registro, para que não esqueçamos nunca: o amor cura.
O amor transforma, o amor cura. Mas às vezes, o amor constrói armadilhas mortais, e termina destruindo a pessoa que resolveu entregar-se por completo. Que sentimento complexo é este que - no fundo - é a única razão para continuarmos vivos, lutando, procurando melhorar?
Seria uma irresponsabilidade tentar defini-lo, porque, como todo o resto dos seres humanos, eu apenas consigo senti-lo. Milhares de livros são escritos, peças teatrais encenadas, filmes produzidos, poesias criadas, esculturas talhadas na madeira ou no mármore, e mesmo assim, tudo que o artista pode passar é a idéia de um sentimento - não o sentimento em si.
Mas eu aprendi que este sentimento está presente nas pequenas coisas, e se manifesta na mais insignificante das atitudes que tomamos, portanto é preciso ter o amor sempre em mente, quando agimos ou quando deixamos de agir.
Pegar o telefone e dizer a palavra de carinho que adiamos. Abrir a porta e deixar entrar quem precisa de nossa ajuda. Aceitar um emprego. Abandonar um emprego. Tomar a decisão que estávamos deixando para depois. Pedir perdão por um erro que cometemos e que não nos deixa em paz. Exigir um direito que temos. Abrir uma conta no florista, que é mais importante que o joalheiro. Colocar a música bem alta quando a pessoa amada estiver longe, abaixar o volume quando ela estiver perto. Saber dizer "sim" e "não", porque o amor lida com todas as energias do homem. Descobrir um esporte que possa ser praticado a dois. Não seguir nenhuma receita, nem mesmo as que estão neste parágrafo - porque o amor precisa de criatividade.
E quando nada disso for possível, quando o que resta é apenas a solidão, então lembrar-se de uma história que um leitor me enviou certa vez:
Uma rosa sonhava dia a noite com a companhia das abelhas, mas nenhuma vinha pousar em suas pétalas.
A flor, entretanto, continuava a sonhar: durante suas longas noites, imaginava um céu onde voavam muitas abelhas, que vinham carinhosamente beijá-la.Desta maneira, conseguia resistir até o próximo dia, quando tornava a se abrir com a luz do sol.
Certa noite, conhecendo a solidão da rosa, a lua perguntou:
- Você não está cansada de esperar?
- Talvez. Mas preciso continuar lutando.
- Por que?
- Porque, se eu não me abrir, eu murcho.
Nos momentos onde a solidão parece esmagar toda a beleza, a única maneira de resistir é continuarmos abertos.

PAULO COELHO
publicado por Paty a.k.a Wildflower às 22:57

21
Set 05
sunshine.jpg

Os dias já não parecem tão longos...o verão chega ao fim, o outono espreita apesar do tempo ainda estar quente, e eu finalmente parei de chorar! Aceitar, conformar-me, desistir...não sei que lhe chame, pois o amor existe e está vivo em mim! è estranho como sou capaz de querer bem e desejar tanto alguém que me faz chorar...
Existe um lado em mim que está feliz por ter tido alguém um dia tão especial...mas existe a outra parte aquela que pensa com o coração e que sofre com a confusão de ideias e sentimentos que a consome. Tento encarar cada dia com um novo sorriso...ainda lembro alguns momentos, ainda sorrio com as lembranças e ainda sonho acordada com o bater do meu coração...mas a realidade é mais forte e diz me que não há muito mais que possa fazer...
A solução é entrar nesta nova estação com a cabeça erguida e o coração tranquilo, pensar naquilo que ainda não alcancei, nos momentos que ainda não vivi...e continuar a desejar que a tal pessoa tão especial continue a ser feliz!
Sunshine...como tenho saudades de ti!
publicado por Paty a.k.a Wildflower às 22:30

17
Set 05
images[5].jpg

Cada dia novo que começa é um desafio...é como aprender a andar novamente, é como aprender a respirar, a falar. Parece que estive fechada num caixa, em que o pouco ar que lá existia se foi esgotando lentamente, foi mirrando e definhando, até ao dia em que eu finalmente quase morri. A perda gradual, a dor, a confusão e o silencio frio e cortante, fez me esgotar a energia, fez me definhar, entristecer, voltar a ter medo da propria sombra...Hoje olho para o espelho e tento reencontrar alento, tento encontrar um rumo, um caminho, um novo objectivo que me faça sorrir...É estupido olhar para o espelho e pensar que eu tenho tudo para ser feliz, e apenas ver alguém que a cada dia fica mais e mais cinzento...Mas a verdade é que me sinto vazia, cheia de nada, agarrada a memorias e momentos que já não vão mais repetir-se. As pessoas à minha volta dizem que tenho de esquecer, mas como se esquece algo que nos marcou tão profundamente. Falta alguém que me ame, alguém que me veja como um ser perfeito, não por ser isto ou aquilo mas porque ele ficou comovido com a minha imprefeição, com as minhas limitações e defeitos...
Pensava que tinha encontrado essa pessoa e o meu amor, o meu bem mais precioso eu dei...de olhos fechados, sem medos nem receios, abri lentamente a porta fechada a sete chaves e amei...mas esse amor nunca teve um principio, um meio, nem um fim...O que foi tudo aquilo então? Então porquê tanta dor? Talvez aquilo que mais magoe é o facto de tudo de um momento para o outro perder significado, tudo desvanecer, é sentir um certo desprezo, um silêncio enorme que mostra uma posição arrogante e não permite qualquer diálogo. Então porque aceitaste o meu amor? Porque não me deste logo uma tampa e me invadiste de falsas esperanças deixando me depois a morrer lentamente de dor...
Por muito que possas ter medo e vergonha eu continuo a dizer sem medo que me apaixonei, que amei, que ainda amo...mas também te digo sem qualquer receio que me magoaste que deixaste uma ferida interminavel, que me deixaste um caco!
Mas a vida continua e o tempo que me vai enchendo de solidão, também me mostra que a vida é muito mais ampla e tem muito mais para me dar do que isto...
publicado por Paty a.k.a Wildflower às 20:14

05
Set 05
images[11].jpg

Para os Persas, o verbo amar tem o mesmo significado que ser amigo…por isso e para este povo dizer “Eu te amo” é como dizer literalmente que te considero um amigo. Amar é demasiado vasto demasiado global e generalista…pois engloba formas e sentimentos muito amplos e diversos. Podemos amar alguém simplesmente pela amizade que sentimos, uma amizade forte, resistente, onde reina a cumplicidade e o respeito mutuo…podemos amar aqueles que fazem parte da nossa família, porque estamos juntos pelos laços de sangue, porque existe uma ligação de profundo respeito, de amor verdadeiro, de confiança, sabemos que eles nunca nos irão desiludir, que estão sempre do nosso lado, que nos viram crescer, que nos apoiaram, que são parte da nossa história…e por fim existe o amor profundo, carnal, o amor de paixão…o amor que se descobre por alguém que nos faz levitar, que nos faz estremecer, que mexe e faz bater o coração, amor de sonhos cor de rosa, de insónias, de desejos…amor que nasce, se desenvolve e amadurece por alguém que nos completa. O amor é para mim uma busca constante…antes de ter descoberto a pessoa que descobri, para mim esta busca era pura utopia, era algo inalcançável, não palpável, era um privilegio de poucos, pois poucos saberiam o que era o verdadeiro significado da palavra amar…Naquela altura (e mesmo hoje em dia) não acreditava em príncipes encantados nem em historias da carochinha, pois nada é para sempre e cor de rosa como nos contos de fadas…acreditava e acredito, isso sim, em pessoas com carisma, com personalidade, com algo magico, diferente, que as torna tão especiais…e conhecer o jovem príncipe que cruzou o meu caminho certa noite, mudou a minha vida por completo. Sou uma princesa como tantas que vagueiam por ai…de princesa tenho muito pouco, talvez nada…pois riqueza não abunda na minha vida, não tenho o poder nem a destreza de tornar tudo possível, não possuo nada a não ser a minha própria alma e o bem mais precioso que guardava escondido a sete chaves até há bem pouco tempo. Nessa altura era fria, distante, cheia de receios e medos, não sabendo o tamanho e a alegria de sonhar a cores, de ter liberdade para sentir e expressar os sentimentos. Uma noite…cruzou se no meu caminho um príncipe. Um príncipe dos tempos modernos, mas que nada tem de príncipe, um jovem como outro qualquer, com uma aparência invulgar e um sorriso fantástico…um jovem que apesar de se mostrar distante e até mesmo frio, revelou se um ser magnifico carregando um tesouro que guardava longe de tudo e de todos…A vida é feita de estranhas coincidências, e é certo que nada acontece por acaso…o destino assim o quis e os caminhos acabaram por se cruzar. As diferenças eram e são obvias, até um cego via que os dois viviam em mundos completamente diferentes…mas talvez houvesse algo que os atraísse tanto e que os tornasse tão semelhantes…e que os acabou por juntar. Foi uma historia feita de altos e baixos de momentos bons e outros menos felizes…não sei se algum dia lhe poderei chamar historia, se alguma vez poderei contar o seu principio, meio e fim…apesar do final pouco feliz que se está a adivinhar, no fundo há uma esperança que não quer morrer, uma chama fraca que se mantêm acesa talvez na ilusão de voltar a ter a mesma cor e força que um dia teve. Infelizmente creio que os erros cometidos e as diferenças superaram tudo aquilo que um dia vislumbrei…nem mesmo a amizade conseguiu resistir e ser mais forte. - “Onde é que eu errei? Porque é que a vida nos junta e nos separa e nos remete a este gelo profundo e silencioso? Será que ainda há esperança para estes dois corações?” - Estas são algumas perguntas que me invadem constantemente, mas para as quais não consigo encontrar resposta…Para os erros há perdão; prós fracassos, existe uma chance; para os amores impossíveis…tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar a alma. Um romance cujo fim é instantâneo e indolor não é romance…por isso e necessário que não se deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar…Será que vale a pena continuar a tentar??? Como um verdadeiro guerreiro, tentei lutar contra tudo e contra tantos altos e baixos só para continuar a ter na minha vida este príncipe que um dia se cruzou no meu caminho…acreditei e acredito no amor que sinto, na pessoa que ele é e nos sentimentos que me mostrava…disso nunca tive duvidas, por isso continuei cada dia com uma nova esperança, cada dia com este amor a crescer e a desenvolver-se dentro de mim. Foi muito bom sentir que podia ter um papel importante na vida desta pessoa, foi muito importante saber que nos momentos difíceis eu contribui para que tudo fosse mais leve e mais sorridente, para partilhar desabafos, sentir que em determinadas alturas os meus telefonemas e sms fizeram sorrir e desanuviar um pouco daquilo que o rodeava…Dar o meu ombro amigo e a minha força também me ajudou pois fez me ver que não sou assim tão diferente, que posso ser alguém especial…fez me crescer, fez me acreditar mais em mim, fez me ver mais além. Citando novamente Paulo Coelho, “existe sempre no mundo uma pessoa que espera a outra, seja no meio de um deserto ou no meio das grandes cidades. E quando essas pessoas se cruzam e os seus olhos se encontram, todo o passado e todo o futuro perdem qualquer importância e só existe aquele momento e aquela certeza incrível de que todas as coisas debaixo do sol foram escritas pela mesma mão. A mão que desperta o amor, e que fez uma alma gémea para cada pessoa que trabalha, descansa e busca tesouros debaixo do sol. Porque sem isto não haveria qualquer sentido para os sonhos da raça humana”. Eu acredito que sim…acredito que o destino já se encontra traçado, planeado, desenhado por uma mão divina que nos dá a liberdade de escolher, de optar, de decidir aquilo que é melhor para nós. Acredito que este jovem príncipe, teve um propósito ao entrar na minha vida, foi como um mensageiro que me abriu os olhos e me mostrou que o universo tem muito mais para mim do que apenas isto…um mensageiro que me fez voltar a amar, que me mostrou o caminho da liberdade, que me fez acreditar que só o amor é real e que a sua manifestação é o gesto mais belo e especial do universo, e por isso mesmo não há que teme-lo ou ter receio de o dizer. Deixei de me trancar a sete chaves…digo o que sinto e o que tenho a dizer sem qualquer pudor ou receio, pois aprendi que não há melhor coisa neste mundo do que estarmos enamorados, sentirmos a leveza e a candura de um sentimento que nos preenche e nos corrói ao mesmo tempo…um sentimento que em tudo é magico e que acima de tudo faz sobressair o que de melhor existe no ser humano. Amar não é coisa de tolos nem de cobardes…o amor é o sentimento que apenas os audazes têm capacidade de enxergar e de sentir, pois eles são dos poucos que não temem a desilusão, a solidão ou a dor…e por isso mesmo continuam sempre a lutar e a acreditar que um dia alcançarão a tão desejada felicidade! Talvez aquilo que realmente falte neste momento da minha vida é ouvir um “não…foi bom em quanto durou, mas chegámos ao um ponto sem retorno!” e como um verdadeiro guerreiro de luz, simplesmente aceitar, chorar de dor, viver com esta ferida aberta e continuar o meu caminho em busca da felicidade! Viver continuamente neste silencio monstruoso, passar os dias evitando-nos, quando até há bem pouco tempo não tínhamos reservas em dizer o que sentíamos, é doloroso…muito mais do que ouvir um não redondo e frio, mais do que uma conversa final que demonstra as falhas, os erros e as mágoas…abrir o coração e dizer te o que tenho a dizer e escutar o que te vai na alma era a ultima coisa que te pedia…mas faltam me as palavras, faltam me os gestos, falta me o olhar e a expressão! E em silêncio vejo passar os dias…vou esquecendo a dor e o tom de voz doce, quente que me embalou tantas vezes, que mexeu comigo, que me fez vibrar, a voz de alguém que mesmo nem sabendo me fez sorrir e enxugar as lágrimas, que me fez ter força e garra para lutar!

Tudo o que te posso dizer resume-se a palavra mais simples e doce do universo…


publicado por Paty a.k.a Wildflower às 22:59

03
Set 05
luzrasante[1].jpg

"Para o guerreiro não existe amor impossivel. Ele não se deixa intimidar pelo silêncio pela indiferença ou pela rejeição. Sabe que - atrás da máscara de gelo que as pessoas usam - existe um coração de fogo. Por isso, o guerreiro arrisca mais que os outros. Busca incessantemente o amor de alguém - mesmo que isso signifique escutar muitas vezes a palavra não, voltar para casa derrotado, sentir-se rejeitado de corpo e alma. Um guerreiro não se deixa assustar quando busca o que precisa. Sem amor, ele não é nada." Paulo Coelho
publicado por Paty a.k.a Wildflower às 15:58

Setembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16

18
19
20
22
24

25
26
27
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO