Round and Round in Circles Over Life...

01
Mar 06

ophelia.jpg

 O carnaval finalmente passou!

O meu foi particularmente interessante...Lololo. Como cheguei á conclusão que andei mascarada de palhaça o ano inteiro, só para contrariar acordei no outro dia com o "torcicolo" (ou lá como se escreve) no pescoço, o me que impediu sériamente de gozar a folia do carnaval (ooohhhh que chatisse!!!). Também isto de chegar ao fim do ano e verificar que se andou a fazer figuras tristes uma série de meses (já para não falar de anos) também dá moléstia e cansaço no corpito, maneiras que este ano deixei-me de tretas e não brinquei ao carnaval.

 Sinto-me fria demais e demasiado contida para estravazar seja o que for!

Tenho cá para mim que estou a largar a fase depressiva e a íniciar uma fase diferente. A minha mãe diz-me que estou amarga, que estou descrente, cada vez mais esquiva..."raios que esta miúda é arisca como tudo!"- diz ela de vez em quando. Ontem devido ás dores no pescoço tirei uma sesta durante a tarde...coisa vista e nunca rára pois nunca durmo a sesta. Naquele "ram ram" de adormece, não adormece deu para pensar em muitas coisas, deu para reflectir no que deu esta história estúpida com o Chris.

Chego à conclusão que mulher apaixonada é igual a mulher burra...todas as faculdades e instintos apurados vão-se pelo cano abaixo. Deixamos de pensar e passamos a ver tudo cor de rosa...yuck!!!

Cada dia que passa é mais um degrau, é mais um passinho em direcção a um rumo diferente, cada momento é um abrir de olhos, é o deparar-me com a realidade...e algumas coisas têm-me vindo ter às mãos e como me tem doido constactar que afinal eu não soube mesmo quem era aquela pessoa!

Gostava que tudo isto me tivesse afectado menos, gostava de puder não mais pensar nisto tudo e apagar tudo o que me recorda dele...permanece em único elo ao qual ainda não me consegui desligar. Por um lado ele continua a ver-me firme e sempre onde estive, quero-lhe mostrar que sempre fui verdadeira...mas sei que para ele tanto lhe faz. Para mim é como mantê-lo vivo, o que é mau...mas também tem as suas vantagens pois ele próprio ajuda-me a lembrar quem realmente ele é...ou melhor quem ele nunca será! E lentamente caminho para um distanciamento ainda maior.

Nunca fui muito crente no sexo masculino...as experiências na adolescência, até hoje não foram as mais interessantes, muito menos positivas...por isso esta história toda com o Chris apenas veio agravar a minha visão destas coisas do amor, dos homens, das paixões e de corações partidos. Confesso que começo a achar que isto é castigo, que devo ter sido muito má, ou um homem muito estúpido numa outra vida e que agora estou a pagar pelo que fiz!

Oh Amiguinho aí em cima??!!! Pssst...sim tu??? Já chega de tortura não???!!!

No outro dia lia qualquer coisa que falava sobre a solidão, sobre amar e ser amado, e nesse texto dizia que o facto de estarmos bem comnosco, sermos sozinhos mas estarmos bem com isso, com essa condição, não era desprestigiante ou depreciativo, muito pelo contrário...se estamos sozinhos, se conseguirmos estar bem com isso, fazer a nossa vida, ter a nossa independêcia e tudo mais, estamos a mostrar aos outros uma pessoa equilibrada e em harmonia e isso é meio caminho andado para mudar o rumo das coisas.

Ás vezes gostava de puder voltar a trás...gostava de não ter vivido esta história, gostava de não ter dito metade daquilo que disse, os mimos que dei, os poemas que escrevi, os gestos de apoio e carinho, gostava de ter sido mais distante, gostava de não me ter apaixonado...

Estaria certamente menos magoada, menos amarga, mais feliz! 

 

publicado por Paty a.k.a Wildflower às 17:13

8 comentários:
P/Art: Essa é a chamada fase de desamor, da desilusão...Mas há que tentar dar a volta e tentar de novo voar, quanto mais não seja voar por nós e sozinhos...e estar bem nessa pele e gostar desse voo. Por enquanto ainda não estou a gostar...mas hei-de lá chegar! BeijosPaty
(http://patyplanetaazul.blogs.sapo.pt)
(mailto:patigrodriguez@sapo.pt)
Anónimo a 6 de Março de 2006 às 00:04

Paty,
A vida é um sonho, e é o despertar que nos mata, e quando estamos apaixonados nenhuma realidade nos toca, somos seres quase divinos, flutuamos sobre o mundo. Mas quando a paixão morre, descemos à terra, doem-nos os ossos da queda e sentimos que perdemos todo o poder que tínhamos, o toque divino, a capacidade de voar, a vontade que vencia todos os silêncios, e todas as distâncias. Boa semana. Bjs.Art Of Love
(http://artofloveabout.blogspot.com/)
(mailto:bizaazul@iol.pt)
Anónimo a 5 de Março de 2006 às 23:40

P/Moko: Aghghg e lá tá ele a dar-lhe com o parvo! Raios homem! Tens toda a razão, claro que é importante aprender com as coisas más, não voltaria atrás para emendar nada, td o que fiz assumo e se tiver que pedir desculpa pelos meus erros peço sem ter vergonha. Mas às vezes gostava de não ter passado por isto...pois o sentimento de desamor é grande! Beijos Paty
(http://patyplanetaazul.blogs.sapo.pt)
(mailto:patigrodriguez@sapo.pt)
Anónimo a 3 de Março de 2006 às 14:20

isso do querer voltar atras...eu, que sou meio parvo portanto, nada fiavel, acho que mesmo as coisas más que gostariamos de emendar ou quiça, nunca ter vivido, sao, entre outras, aquelas que nos ensinam a ser, estar, sentir e viver...essas acabam por nos ensinar um pouquito mais que caminhos mais acertados tomar! coisas más ou menos simpáticas contêm em si grandes lições por isso, mesmo que bem amargas, sao fundamentais e ate mesmo se deve "agradecer" terem acontecido...ou seja..."always look at the bright side of life.."...mesmo que seja bem negro. bjmokomaori
(http://www.maoris.blogspot.com)
(mailto:mokomaori@sapo.pt)
Anónimo a 3 de Março de 2006 às 13:58

P/Rui: Oh meu querido só se aparecer o tal principe perfeito ou o brad pitt...sem a angelina pois tá claro. Beijos e obrigado pela força! ;pPaty
(http://patyplanetaazul.blogs.sapo.pt)
(mailto:patigrodriguez@sapo.pt)
Anónimo a 3 de Março de 2006 às 12:34

Descrente nos homens? Vais ver que isso é apenas uma fase, que vai passar. Acredita.Rui
(http://maleficiosdafelicidade.blogspot.com/)
(mailto:umdiamais@hotmail.com)
Anónimo a 3 de Março de 2006 às 11:09

There's no way back...e tem mesmo que ser Princesa! Beijos ;)Paty
(http://patyplanetaazul.blogs.sapo.pt)
(mailto:patigrodriguez@sapo.pt)
Anónimo a 2 de Março de 2006 às 23:11

é vivendo e apreendendo :) beijinhossss pluma(princesavirtual)
(http://www.princesavirtual.blogs.sapo.pt)
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)
Anónimo a 2 de Março de 2006 às 12:08

Março 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
17

19
20
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO